19 de abril de 2024 05:50

Alunos de Osasco participam do projeto “Sua saúde começa pela boca”
Basket Osasco conhece sua primeira derrota no Brasileiro
Prefeituras retomam desassoreamento do rio Cotia no Maria Helena
César Menotti e Fabiano cantam na 81ª Romaria de Caucaia a Pirapora
“O nego vai longe”: osasquense chega no domingo após volta ao mundo
Osasco integra programa nacional sobre segurança alimentar

19 de abril de 2024 05:50

Alunos de Osasco participam do projeto “Sua saúde começa pela boca”
Basket Osasco conhece sua primeira derrota no Brasileiro
Prefeituras retomam desassoreamento do rio Cotia no Maria Helena
César Menotti e Fabiano cantam na 81ª Romaria de Caucaia a Pirapora
“O nego vai longe”: osasquense chega no domingo após volta ao mundo
Osasco integra programa nacional sobre segurança alimentar
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi

Divulgação

Da redação     -
29 de fevereiro de 2024

A vereadora Camila Godoi (PSB) esteve em Brasília em busca de verbas para realizar melhorias na saúde pública de Itapevi. A ida à Brasília acontece após a parlamentar de Itapevi receber reclamações sobre as unidades do Pronto-Socorro Central e do Pronto-Socorro Infantil do município.

No Ministério da Saúde, a vereadora buscou recursos para garantir a disponibilidade de medicamentos na rede municipal de saúde, a necessidade de contratação de mais médicos e melhorias gerais na infraestrutura dos equipamentos.

“É inaceitável tanta demora na marcação de exames e consultas e a falta de tantos medicamentos e equipamentos nas nossas unidades de saúde. Todos merecem um atendimento digno, humanizado e de qualidade”, declarou a vereadora.

Camila Godoi esteve também na Câmara dos Deputados para protocolar ofícios e solicitar emendas destinadas às áreas da saúde, educação e segurança.

Para a pauta educacional a vereadora solicitou recursos para melhorar as condições de aprendizado e fortalecer as instituições de ensino.

Já na área da segurança, Camila Godoi enfatizou a importância de investimentos direcionados para fortalecer as forças locais.

Reclamação de moradores

Algumas das queixas registradas pelos moradores na área da saúde são: a demora no atendimento, falta de medicação básica como omeprazol, buscopan, benzetacil e outros medicamentos, além de equipamentos quebrados, em má conservação ou mesmo a falta deles.

Outra reclamação envolve o PS Infantil. Após o desabamento do teto do prédio oficial, o atendimento ainda é realizado em tendas.

“O que era para ser provisório já está há um ano funcionando em tendas e não podemos manter desta forma. Não há ventilação adequada e no inverno passado cinco médicos ficaram com pneumonia pelas baixas temperaturas. Temos que garantir condições adequadas para que as crianças recebam assistência médica eficiente e confortável”, afirmou Camila Godoi.