23 de fevereiro de 2024 07:31

Osasco soma 10 mil títulos de regularização entregues em sete anos
"Semana do cinema" começa hoje com ingressos a R$ 12
Vereadores de Cotia aumentam o próprio salário em 10,28% em um ano
Vôlei Osasco bate o Fluminense e chega a nona vitória seguida
Circo Stankowich se apresenta pela 1° vez em Barueri
Palmeiras volta à Arena Barueri em jogo contra Mirassol

23 de fevereiro de 2024 07:31

Osasco soma 10 mil títulos de regularização entregues em sete anos
"Semana do cinema" começa hoje com ingressos a R$ 12
Vereadores de Cotia aumentam o próprio salário em 10,28% em um ano
Vôlei Osasco bate o Fluminense e chega a nona vitória seguida
Circo Stankowich se apresenta pela 1° vez em Barueri
Palmeiras volta à Arena Barueri em jogo contra Mirassol
Estado anuncia 5,8 mil novos policiais militares e civis

(Divulgação)

Mari Magdesian    -
27 de novembro de 2020

O Governador João Doria anunciou, na quinta-feira (26), a contratação de 5.875 policiais militares e civis, aprovados em concursos públicos que haviam sido suspensos em razão da pandemia. Parte dos profissionais iniciarão suas atividades no segundo semestre 2021. “É um importante reforço na Segurança Pública do Estado. A polícia de São Paulo, tanto a Civil como a Militar, são as polícias mais bem preparadas e treinadas do Brasil”, afirmou Doria. 

Para a Polícia Militar, serão nomeados 2.100 soldados de 2° classe de um edital de 2019, que estava suspenso. Após a nomeação, esses candidatos irão tomar posse e iniciar o Curso Superior Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, na Escola Superior de Soldados. As aulas devem começar em dezembro deste ano e a previsão é que a turma esteja apta para o policiamento preventivo no final do ano que vem. Além destes, está prevista, para o primeiro semestre de 2021, a nomeação de mais 2.700 soldados de 2° classe e 190 alunos-oficiais de outros dois concursos suspensos, dos anos de 2019 e 2020, respectivamente.

Já para a Polícia Civil serão nomeados 885 profissionais, sendo 32 delegados, 600 investigadores, 54 agentes de telecomunicação, 30 papiloscopistas, 86 auxiliares de papiloscopista e 83 agentes policiais. Após a nomeação, esses candidatos também tomarão posse e, em seguida, iniciarão o curso de formação na Academia de Polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol). Assim como na PM, a turma deve iniciar as aulas em dezembro deste ano, sendo que o curso tem uma duração média de seis meses.

Conforme o governo do estado, na atual gestão foram contratados mais de 7,1 mil policiais, sendo 5.060 militares, 1.323 civis e 765 técnico-científicos. Todos já estão em atividade reforçando a segurança no Estado. Além disto, outros 3,5 mil profissionais passam atualmente por formação, sendo 3.361 policiais militares entre soldados e alunos-oficiais e 218 delegados para a Polícia Civil. “Muito brevemente, teremos 16.602 policiais novos atendendo a população de São Paulo”, destacou o General João Camilo Pires de Campos, Secretário da Segurança Pública do Estado.