17 de julho de 2024 12:44

Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C
Veja imagem de ladrões de se rendendo após perseguição pela GCM
Bairros da Zona Norte vão ganhar três pontes em agosto
Ecopontos recolhem mil toneladas de resíduos por mês
"Carga Segura" vistoria 35 caminhões e multa 10 motoristas

17 de julho de 2024 12:44

Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C
Veja imagem de ladrões de se rendendo após perseguição pela GCM
Bairros da Zona Norte vão ganhar três pontes em agosto
Ecopontos recolhem mil toneladas de resíduos por mês
"Carga Segura" vistoria 35 caminhões e multa 10 motoristas
Faculdade de Medicina da USP valida projeto de lei de Bruna Furlan que beneficia hospitais universitários

Deputada estadual Bruna Furlan ao lado da diretora da Faculdade de Medicina da USP, Eloisa Bonfá - Foto: Divulgação

Da redação     -
17 de janeiro de 2024

A deputada e presidente da Comissão de Saúde do Estado de São Paulo, Bruna Furlan, após encontro com a Professora doutora Eloisa Bonfá, diretora da Faculdade de Medicina da USP, Engenheiro Antônio José Pereira (Tom ZÉ), Superintendente do Hospital das Clínicas da FMUSP (Faculdade de Medicina da USP) e o diretor-presidente da FFM, doutor Arnaldo Hossepian, encaminhou importante Projeto de Lei, nº 1.719/2023 para a área da saúde, que tramitará em 2024.

O encontro solene de outorga aconteceu na sala da congregação da Faculdade de Medicina da USP, e discutiu a normatização e consolidação dos vínculos entre a Administração Pública do Estado de São Paulo e as fundações de apoio à saúde civil das comunidades científicas de suas universidades públicas e hospitais universitários, fortalecendo a colaboração no setor.

O projeto, protocolado pela deputada, apresentado no dia 14 de dezembro, centra-se na gestão e administração de recursos e ativos em fundações de apoio, possibilitando parcerias e colaboração com diversas partes interessadas, incluindo o poder público, setor privado, sociedade e organizações internacionais.

“Ao estabelecer parâmetros, objetivos e obrigações claras, o Projeto de Lei pretende melhorar a prestação de serviços de saúde eficientes e de qualidade à população paulista. Busca também agilizar a gestão dos hospitais universitários e promover a integração da saúde com o ensino, a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico”, explicou Bruna Furlan.

Já a diretora da Faculdade de Medicina da USP, Eloisa Bonfá, informou que “no Estado de São Paulo, 40% da alta complexidade é feita nos hospitais escola, então não vai beneficiar só o hospital daqui, mas todas as fundações que apoiam hospitais escolas serão beneficiadas, é muito importante para a população”.

Segundo Eloisa Bonfá, “a deputada Bruna representa a saúde e todos os partidos, a saúde é o que o Complexo Hospital das Clínicas faz e ele está precisando de uma normatização para que a gente possa funcionar bem, então ela vem ajudar-nos, pois, será um marco para as fundações e nós precisamos dessa normatização para que elas nos ajudem e sejam o pilar da assistência da cidade de São Paulo”.

Tom Zé, Superintendente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, disse que “o projeto irá beneficiar 22.000 funcionários de fundações de saúde com resultado direto para os hospitais-escola e outros equipamentos públicos de saúde, ao normatizar o regime de contratação e equiparação de salários, que vai qualificar os serviços e, principalmente, melhorar o atendimento na ponta, nos mais de 4.500 leitos de alta complexidade em todo o estado, mas também em outros atendimentos de menor complexidade”.