19 de abril de 2024 05:23

Alunos de Osasco participam do projeto “Sua saúde começa pela boca”
Basket Osasco conhece sua primeira derrota no Brasileiro
Prefeituras retomam desassoreamento do rio Cotia no Maria Helena
César Menotti e Fabiano cantam na 81ª Romaria de Caucaia a Pirapora
“O nego vai longe”: osasquense chega no domingo após volta ao mundo
Osasco integra programa nacional sobre segurança alimentar

19 de abril de 2024 05:23

Alunos de Osasco participam do projeto “Sua saúde começa pela boca”
Basket Osasco conhece sua primeira derrota no Brasileiro
Prefeituras retomam desassoreamento do rio Cotia no Maria Helena
César Menotti e Fabiano cantam na 81ª Romaria de Caucaia a Pirapora
“O nego vai longe”: osasquense chega no domingo após volta ao mundo
Osasco integra programa nacional sobre segurança alimentar
Mais um açougue é lacrado em Osasco com carne estragada e sujo

Divulgação

Maranhão Gomes     -
29 de fevereiro de 2024

Nesta quarta-feira (28), investigadores da Polícia Civil flagraram mais um açougue em Osasco com produtos vencidos e em péssimo estado de armazenamento.

Na Casa de Carnes Menck, localizada na rua Joaquim Severino Alves, nº 48, bairro Vila Menck, os investigadores e agentes da Vigilância Sanitária encontraram carnes com data de validade vencida, produtos de procedência não identificada e mercadorias expostas a sujeira e moscas. O local também tinha forte cheiro de carne podre.

A responsável pelo local foi presa, mas pagou fiança de R$ 1.412,00 e responderá pelo crime contra as relações de consumo em liberdade.

Esse já é o segundo flagrante de açougue com carne vencida somente essa semana em Osasco.

Na segunda-feira (26), a equipe de investigadores da Delegacia do Meio Ambiente e Produtos Controlados de Osasco, sob comando do delegado titular Paulo Sérgio Maluf Barroso, prenderam a proprietária da casa de carne Ágata por crime contra as relações de consumo previsto no Art. 7 inciso IX, parágrafo único, da Lei 8.137/90.

No açougue que funciona na avenida Presidente Médici, número 450, Jardim Aliança, em Osasco, foram apreendidos produtos estragados, com prazo de validade vencido e expostos à moscas.

A Vigilância Sanitária e a perícia técnica foram acionados. A dona do comércio pagou fiança e vai aguardar a conclusão do inquérito policial em liberdade. Uma denúncia anônima levou os o investigadores até o local.