29 de fevereiro de 2024 19:13

Juiz solta ladrão que apanhou da vítima após tentativa de roubo de moto no km 39
Osasco registra mais de 305 mil faltosos em consultas médicas
Alunos de Osasco lançam livro para despertar interesse de jovens a empreender
Prefeitura de Osasco entrega reforma do CREAS Sul
Parque Chico Mendes terá aula aberta sobre crise climática
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi

29 de fevereiro de 2024 19:13

Juiz solta ladrão que apanhou da vítima após tentativa de roubo de moto no km 39
Osasco registra mais de 305 mil faltosos em consultas médicas
Alunos de Osasco lançam livro para despertar interesse de jovens a empreender
Prefeitura de Osasco entrega reforma do CREAS Sul
Parque Chico Mendes terá aula aberta sobre crise climática
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi
“O Palmeiras não tem obrigação alguma de jogar em Barueri", diz Leila Pereira

Divulgação

Da redação     -
17 de janeiro de 2024

Leila Pereira, presidente do Palmeiras e dona da Crefipar, companhia que adquiriu os direitos de exploração da Arena Barueri, por 35 anos, disse em entrevista coletiva realizada na terça-feira (16), que o clube não tem nenhum compromisso de mandar seus jogos no estádio barueriense.

Desde a notícia da vitória da Crefisa na licitação para administrar o local, muita gente passou a considerar a Arena a “segunda casa”, do Palmeiras.

Leila fez questão de separar o clube de sua empresa, afirmando que um não deve satisfações ao outro. “Quando não puder jogar no Alianz Parque por razões de shows, a comissão técnica vai definir o melhor lugar para a realização da partida”, explicou. “O Palmeiras não tem obrigação nenhuma de jogar em Barueri”, completou.

Ela disse que a Arena Barueri já vem sendo uma das principais opções do Verdão, mas lembrou que logo termina a reforma do Pacaembu e o estádio municipal da capital, sem dúvida, será uma alternativa interessante.

Ao assumir a gestão da Arena, Leila não tem em mente o uso do estádio preferencialmente para jogos de futebol, mas também para shows e outros tipos de eventos.

Ela adiantou também que o estádio passará por uma grande reforma para atender essas necessidades. “Com a nossa administração, ele vai ficar muito bacana. Nós vamos fazer reformas e ele vai ficar muito bom”, concluiu.

Os dois primeiros jogos do time pelo Campeonato Paulista são clássico contra o Santos, marcado para 27/1, e a partida com o Ituano, em 8/2. Nas duas ocasiões, o Allianz estará ocupado com shows.

A reinauguração do Pacaembu reformado está prevista para 24/1, véspera da final da Copinha, que está marcada para lá. Será uma inauguração parcial, com apenas 10 mil lugares disponíveis. A entrega completa deve ocorrer apenas em julho. Assim, caberá ao Palmeiras decidir se, nas duas partidas, vem a Barueri ou joga no estádio da capital. (com Barueri na Rede)