29 de fevereiro de 2024 12:30

Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal
Vôlei Osasco entra em quadra com "sangue nos olhos" após transfobia contra Tiffany
Equipe Força & Ação se apresenta em Itapevi neste sábado
Diogo Portugal leva show ‘Não me cobre coerência’ a Osasco
PM recupera carga roubada em "muquifo" no Jardim Roberto
Estado disponibiliza Exército para municípios no combate à dengue

29 de fevereiro de 2024 12:30

Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal
Vôlei Osasco entra em quadra com "sangue nos olhos" após transfobia contra Tiffany
Equipe Força & Ação se apresenta em Itapevi neste sábado
Diogo Portugal leva show ‘Não me cobre coerência’ a Osasco
PM recupera carga roubada em "muquifo" no Jardim Roberto
Estado disponibiliza Exército para municípios no combate à dengue
Osasco fará “Corujão da Saúde” para reduzir espera por consulta

Divulgação

Mari Magdesian    -
24 de outubro de 2020

Em entrevista ao Diário nas Eleições, o prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos), ao abordar o tema sobre Saúde, disse que “a prefeitura abrirá, ainda este ano, licitação para contratar mais médicos especialistas”. A meta é diminuir a fila de espera por consulta. “Com esses novos profissionais, a gente poderá fazer mutirões, como esses Corujões da Saúde. Isso estava previsto para o primeiro semestre, mas a pandemia nos fez mudar os planos. Foi necessário priorizar o combate ao novo coronavírus e salvar o maior número de vidas possível”, explicou Lins. A rede municipal foi adaptada para receber pacientes com Covid-19. O Corujão da Saúde foi um programa lançado por João Doria, quando era prefeito de São Paulo. As consultas eram marcadas além do horário comercial, muitas delas de madrugada e algumas em clínicas particulares.

O prefeito de Osasco explicou que investir em médicos especialistas será uma de suas principais metas para um segundo mandato, caso seja reeleito.  Em seu governo atual, Lins explica que precisou priorizar reformas e ampliações das 35 UBS (Unidades Básicas de Saúde) porque a infraestrutura era precária. Outro problema que exigiu mudança radical foi a realização de exames, que também tinha uma espera enorme. A prefeitura cancelou contratos antigos e acertou a prestação de serviço com o grupo Dasa que administra 12 laboratórios no estado de São Paulo, dentre eles o Salomão Zoppi, Lavoisier e Delboni.

Para uma próxima gestão, Lins promete, além de mais médicos especialistas, a criação da primeira clínica de hemodiálise municipal, além do serviço de hemodinâmica para atender de forma mais eficaz as urgência de pacientes com problemas cardíacos. “Hoje, as pessoas vão para as nossas UBS e ficam esperando vagas pelo sistema Cross, do governo do estado. Vamos ter esse serviço de cateterismo, dentre outros atendimentos cardíacos, no Hospital Municipal Antônio Giglio. Esse projeto já está pronto e, se Deus quiser, a gente coloca em funcionamento no ano que vem”, finalizou Lins.