13 de abril de 2024 18:37

Osasco faz Dia D contra gripe neste sábado, dia 13
Pistas do rodoanel serão interditadas para obras em passarela
Mutirão do emprego com 1 mil vagas acontece dia 18 em Carapicuíba
Vereador propõe energia solar e carregadores em pontos de ônibus de Jandira
Ex-vereador De Paula vai tentar voltar para Câmara de Osasco
Madero vai abrir unidade no Shopping Granja Vianna

13 de abril de 2024 18:37

Osasco faz Dia D contra gripe neste sábado, dia 13
Pistas do rodoanel serão interditadas para obras em passarela
Mutirão do emprego com 1 mil vagas acontece dia 18 em Carapicuíba
Vereador propõe energia solar e carregadores em pontos de ônibus de Jandira
Ex-vereador De Paula vai tentar voltar para Câmara de Osasco
Madero vai abrir unidade no Shopping Granja Vianna
Osasco registra 681 casos de Covid em uma semana

(Foto Eliane Tafu)

Mari Magdesian    -
27 de novembro de 2020

De acordo Boletim Informativo do Coronavírus, divulgado pela prefeitura de Osasco nessa quarta-feira, 25, às 18 horas, a taxa de ocupação dos leitos de emergência está  em 62,1%. Já a ocupação de respiradores é de 18,9%. A cidade soma 21.687 casos confirmados da doença, já no dia 18, eram 21.006 pessoas. O que significa que em sete dias 681 testaram positivo para Covid-19 na cidade. Já no mesmo período o total de curados subiu de 20.008 para 20.572 pessoas. Desde o início da pandemia em março, o município contabilizou 483 mortes. Embora a ocupação de leitos tenha subido, nos últimos quinze dias, os dados apontam um baixo índice de mortes.

Anteontem, o prefeito Rogério Lins anunciou a reabertura do Hospital de Campanha na Policlínica da Zona Norte. Segundo ele, a medida é mais preventiva que emergencial. A meta é se preparar para uma segunda onda da pandemia que já acontece na Europa. No Brasil, alguns técnicos afirmam que ela já “mostra sua face”, outros declaram ser cedo para tal afirmação. De acordo com o governador João Doria caso o número de casos e mortes continuem em alta, não está descartada medida mais drástica para contenção do vírus. Doria não fala abertamente em “fechar tudo de novo”, mas membros do seu primeiro escalão já admitem a possibilidade de medida restritivas. Hoje, a maioria das cidades do estado se encontra na fase Amarela ou Verde, que permite a abertura de comércios, shoppings, restaurantes, cinemas, museus, parques, dentre outros. A próxima avaliação do Plano SP acontece em 30 de novembro.