26 de maio de 2024 15:25

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar

26 de maio de 2024 15:25

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
Padre de Osasco chama Madonna de "véia sem vergonha"

Divulgação

Da redação     -
07 de maio de 2024

Padre de Osasco usa instagram para criticar show de Madonna, no Rio de Janeiro, neste final de semana.

“Somente o Brasil para, no meio de uma catástrofe humanitária, pagar 17 milhões pra uma véia sem-vergonha”, postou o vigário da Paróquia São Domingos, no bairro Umuarama, padre José Eduardo de Oliveira.

Em seu post, ele também definiu a apresentação como “pornochanchada satânica” que debocha da fé católica.

Recentemente, o mesmo vigário foi alvo de um mandado de busca e apreensão da Policia Federal.

Ele é apontado como um dos membros que participou de uma reunião, no dia 19 de novembro de 2022, no Palácio do Planalto, em Brasília. Durante o encontro, teria sido discutida uma minuta golpista para impedir a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Juntamente com o padre José Eduardo de Oliveira, também teriam participado da reunião o ex-assessor especial de Jair Bolsonaro (PL), Filipe Martins, e o advogado Amauri Feres Saad. Os nomes dos três estavam registrados no controle de entrada e saída do prédio.

A versão do padre

Por meio de nota publicada no Instagram, o padre negou sua participação em qualquer conspiração contra a Constituição Brasileira.

“A República é laica e regida pelos preceitos constitucionais, que devem ser respeitados. Romper com a ordem estabelecida seria profundamente contrário aos meus princípios. Abaixo de Deus, em nosso país, está a Constituição Federal. Portanto, não cooperei nem endossei com qualquer ato disruptivo da Constituição. Como professor de teologia moral, sempre ensinei que a lei positiva deve ser obedecida pelos fiéis, dentre as quais humildemente me incluo”, relatou em nota.