16 de abril de 2024 23:18

Presidente da Federação Mineira diz que "casa" do vôlei Osasco é “ambiente inóspito”
Tarcísio anuncia nesta quarta ampliação de leitos no Regional de Osasco
Frente fria chega na quinta com chuva e mínima de 12°C
Pavimentação asfáltica da Transversal Norte é entregue
Sete são trancados em banheiro durante assalto a salão de beleza
Professor usa golpe de jiu-jitsu para conter aluno em escola de Itapevi

16 de abril de 2024 23:18

Presidente da Federação Mineira diz que "casa" do vôlei Osasco é “ambiente inóspito”
Tarcísio anuncia nesta quarta ampliação de leitos no Regional de Osasco
Frente fria chega na quinta com chuva e mínima de 12°C
Pavimentação asfáltica da Transversal Norte é entregue
Sete são trancados em banheiro durante assalto a salão de beleza
Professor usa golpe de jiu-jitsu para conter aluno em escola de Itapevi
Pandemia não muda cronograma e Icesp Osasco volta com radioterapia ainda este ano

Em janeiro, quando a interrupção foi anunciada, o Icesp informou que o tratamento de radioterapia não seria desativado (Foto: Icesp/Divulgação)

dev    -
03 de setembro de 2020

Em maio deste ano, o Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) Osasco suspendeu o serviço de tratamento de radioterapia para troca do acelerador linear, isso porque a empresa técnica responsável pela manutenção do equipamento decretou que ele estava obsoleto e não tinha mais a qualidade preconizada pelo Instituto do Câncer. 

Segundo a assessoria de imprensa do Icesp, a pandemia causada pela Covid-19 não vai alterar o cronograma para retomada dos atendimentos. “O Icesp informa que as obras e serviços de adequação para a substituição do equipamento para o tratamento de radioterapia, cedido pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, tiveram início no mês de maio e seguem de acordo com o cronograma previsto de seis meses para a conclusão. Atualmente o projeto está em fase de montagem e calibração do novo Acelerador Linear”. 

Em janeiro, quando a interrupção foi anunciada, o Icesp informou que o tratamento de radioterapia não seria desativado, mas teria uma interrupção de seis meses, a partir de maio. Dessa forma, a expectativa é de que os pacientes, que foram remanejados para a sede do IC em São Paulo, possam retomar o tratamento na unidade Osasco em novembro.