21 de maio de 2024 11:37

Sindicato pede que Estado fiscalize aumento abusivo de arroz, feijão, leite e óleo
Santana de Parnaíba terá Batalha dos Assadores pela primeira vez
Usuária de droga agride "amigo do crack" com marreta
Bandido condenado a 6 anos é preso em calçada no Portal D'Oeste
Jovem é confundido com bandido durante brincadeira de "polícia e ladrão"
Motoqueiros armados rendem vítimas para roubar aliança

21 de maio de 2024 11:37

Sindicato pede que Estado fiscalize aumento abusivo de arroz, feijão, leite e óleo
Santana de Parnaíba terá Batalha dos Assadores pela primeira vez
Usuária de droga agride "amigo do crack" com marreta
Bandido condenado a 6 anos é preso em calçada no Portal D'Oeste
Jovem é confundido com bandido durante brincadeira de "polícia e ladrão"
Motoqueiros armados rendem vítimas para roubar aliança
Piloto de Pilotovai encarar o Sertões com um buggy

(Foto scaled)

Sergio Redator    -
02 de outubro de 2020

Contagem regressiva para o 28º Sertões, o maior rali das Américas, que acontecerá de 30/10 a 7/11, com largada do Autódromo Vellocittà, em Mogi Guaçu (SP), e chegada em Barreirinhas (MA). E para encarar esse roteiro de aproximadamente 5 mil quilômetros, que cruzará cinco estados e o Distrito Federal, o piloto de Alphaville, Fabrício Bianchini, vem com novidades para essa edição: em sua 20ª participação, vai pilotar o Buggy 4×2, motor V6 da MEM Motorsport. O cearense Adhemar Pereira “Índio” será o navegador. Amigos dentro e fora dos grids, com trajetórias distintas no off-road, têm em comum a paixão por duas rodas. Ambos são pilotos de moto, tanto que a maior parte das participações no Sertões foi na categoria. Em 2018, pela primeira vez, formaram uma dupla e competiram nos UTVs. Desta vez, o desafio será maior e mais potente, vão acelerar de São Paulo ao Maranhão de Buggy, pela categoria Open. Devido a pandemia da Covid-19, o Sertões será diferente este ano e seguirá um protocolo e segurança especial. Toda a caravana será fechada em sistema de bolhas, serão locais isolados, afastados das cidades para não haver aglomeração e com todos testados, ninguém poderá entrar ou sair durante todo o rali. Todos deverão seguir uma rota pré-estabelecida e monitorada.