20 de maio de 2024 16:54

Kassab diz que Silvinho Filho é uma revelação na política
Lins vai deixar barba crescer e raspar cabelo para ficar igual a Gerson
Lins pede calma aos motoristas após abertura da nova ponte a Osasco
Por rádio, governador autoriza liberação da nova ponte a Osasco
Você viu isso? Carro capota após colidir contra muro
Homem vê esposa com amigo na moto e tenta atropelar os dois

20 de maio de 2024 16:54

Kassab diz que Silvinho Filho é uma revelação na política
Lins vai deixar barba crescer e raspar cabelo para ficar igual a Gerson
Lins pede calma aos motoristas após abertura da nova ponte a Osasco
Por rádio, governador autoriza liberação da nova ponte a Osasco
Você viu isso? Carro capota após colidir contra muro
Homem vê esposa com amigo na moto e tenta atropelar os dois
Prefeitura não descarta pagamento de IPTU com cartão em 2021

(Divulgação)

dev    -
13 de novembro de 2020

A prefeitura de Osasco está cadastrando empresas operadoras de cartões de crédito e débito que queiram receber pagamento de impostos municipais. Na prática os contribuintes poderão pagar seus impostos como, por exemplo, o IPTU, com cartão, à vista ou parcelado.

Questionada sobre a possibilidade dos moradores já poderem contar com essa facilidade no próximo ano a prefeitura disse que “ainda não há previsão de quando os serviços prestados pelas operadoras entrarão em vigor, tendo em vista que após a entrega e análise da documentação apresentada pelas empresas iniciaremos a fase de testes de integração de sistemas”, mas foi otimista e declarou: “esperamos que essa modalidade de pagamento já esteja disponível para o exercício de 2021”.

Ainda conforme a administração municipal não há um prazo para as empresas se cadastrarem. “As operadoras poderão apresentar documentação para serem habilitadas no credenciamento a qualquer tempo”. A medida, além de facilitar a vida do contribuinte, será positiva também para os cofres públicos, isso porque a administração municipal determina que a “empresa credenciada deverá repassar mensalmente à prefeitura o montante de 1% sobre o valor bruto faturado, até o 5º dia do mês subsequente”.