19 de julho de 2024 23:47

Bandido assalta mesma farmácia pela segunda vez
Gari que se veste de "bailarina" vai disputar para vereador em Itapevi
Shopping Central Park abre as portas às 12h do dia 25
Tarcísio vai gastar R$ 7,2 milhões com policiais em apenas 100 escolas cívico-militares
PM prende funcionária de lava-rápido condenada por homicídio até 2040
Terremoto no Chile causa tremor em 5 prédios de Cajamar

19 de julho de 2024 23:47

Bandido assalta mesma farmácia pela segunda vez
Gari que se veste de "bailarina" vai disputar para vereador em Itapevi
Shopping Central Park abre as portas às 12h do dia 25
Tarcísio vai gastar R$ 7,2 milhões com policiais em apenas 100 escolas cívico-militares
PM prende funcionária de lava-rápido condenada por homicídio até 2040
Terremoto no Chile causa tremor em 5 prédios de Cajamar
Prometendo consumo de 74 km/l, Chery lança Tiggo 8 Plus híbrido

Reprodução/Sohu

Da redação     -
20 de maio de 2021

Enquanto o luxuoso Tiggo 8 Plus não chega ao Brasil, a Chery já iniciou a produção da variante híbrida do SUV, com inédita mecânica plug-in (recarregável em tomada) que pode ser vendida aqui e promete consumo impressionante.

Adiantado no Salão de Xangai, o novo Tiggo 8 Plus teve sua produção iniciada nesta terça-feira (18), justamente com a nova transmissão híbrida dedicada (DHT) que a fabricante pretende instalar em seus modelos eletrificados daqui em diante.

Ao contrário do 1.6 TGDI que vem sendo testado no Brasil, o modelo híbrido oferece motor 1.5 TGDI a gasolina combinado a dois motores elétricos, um para cada eixo, garantindo tração integral.

A potência combinada é de 169 cv e torque fica na casa dos 25,7 kgfm. Trata-se de menos torque e potência, inclusive, que o Tiggo 8 à venda no Brasil. Mesmo assim, a combinação de motores elétricos contribui para aceleração de 0 a 100 km/h em 4,9 s e um alegado consumo de insanos 73,9 km/l.

Voltado à eficiência, o Tiggo 8 Plus PHEV se apoia na inédita DHT da Chery, que também será usada em futuros elétricos puros e carros movidos a hidrogênio. A transmissão funciona em sintonia com o módulo do motor a gasolina e os três motores, oferecendo nove modos de funcionamento e podendo simular até onze marchas.

Externamente, o SUV é praticamente idêntico à versão não-elétrica, com grade frontal típica dos Tiggo e DRLs anguladas. Além da tomada de recarga sobre a roda dianteira esquerda, uma das poucas formas de diferenciar o novo modelo é pelo cromado que segue a linha do teto: no PHEV ela é azul, ao invés do prateado original.

Internamente não há mudanças, seguindo o esquema de bancos e acabamento em marrom-caramelo e painel formado por duas telas sob a mesma moldura, unindo central multimídia e quadro de instrumentos. Mas há riscos de mudanças, dado que um protótipo flagrado em testes contava com telas independentes e ligeiras mudanças sobre os porta-luvas.

Já em produção, o Chery Tiggo 8 Plus PHEV chegará às concessionárias chinesas por volta de julho. Em paralelo, há especulações de que o Brasil também receba o híbrido, porém com motor flex alinhado aos elétricos de cada eixo. (quatrorodas.abril.com.br)