18 de julho de 2024 07:39

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C

18 de julho de 2024 07:39

Primeiro "ponto de ônibus digital" está em fase de teste em Osasco
Santana de Parnaíba inicia comemorações ao dia de Santa Ana
Água jorra a 5m de altura após rompimento de adutora
Motorista larga ônibus com passageiros na Raposo Tavares e vai para casa
Cães sem água e sem comida há dias são resgatados em Osasco
Prefeitura de Osasco faz testagem de hepatites B e C
"Se existe o antipetismo, também existe o que vota no PT por ser anti-misógino, antirracista, anti-homofóbico", diz Serjão

Divulgação

Da redação     -
30 de janeiro de 2024

Em encontro realizado pelo PT, no auditório do Diário da Região, na última sexta-feira (26), o pré-candidato a prefeito de Carapicuíba, Sérgio Ribeiro, ressaltou a força da militância do partido no contexto histórico.

“Se existe o antipetismo, também existe o que vota no PT por ser anti-misógino, antirracista, anti-homofóbico”, disse Serjão se referindo a algumas bandeiras do partido.

Sérgio Ribeiro também explicou que a força do partido advém do voto desses eleitores que desejam um mundo mais justo e igualitário, menos preconceituoso.

“Foram eles que deram a expressiva votação a Fernando Haddad para governador na última eleição e escolheram Lula presidente pela terceira vez”, afirmou.

O ex-prefeito de Carapicuíba também ressaltou que, mesmo diante de todo antipetismo, o militante petista conseguiu um feito extraordinário ao ficar 580 dias em vigília em frente a cela da Polícia Federal de Curitiba, onde Lula esteve preso, clamando por Justiça.

“Nem Gandhi, nem Mandela conseguiram isso. Fato digno de respeito capaz de ecoar na história mundial”, concluiu o ex-prefeito de Carapicuíba durante encontro do partido com José Genoino.

Pouco antes de encerrar sua fala, Sérgio Ribeiro fez quem de lembrar que há quatro anos ninguém imaginaria que Lula,.na época preso, voltaria a assumir a presidência da República. “Ele perdeu a esposa e, depois na cadeia, perdeu o neto e o irmão. Quem conseguiria arriscar que Lula voltaria ao cenário político e seria eleito pela terceira vez?”, questionou. “Essa militância dá sentido que que não tem sentido”, finalizou.

Sergio Ribeiro já governou Carapicuíba por duas gestões seguidas. Neste ano, ele é pré-candidato a prefeito novamente. O petista tem a dura missão de vencer o candidato do prefeito Marcos Neves, que ainda não foi divulgado, mas que terá o apoio de uma administração reeleita com 70% dos votos válidos em 2020.