21 de junho de 2024 17:24

150 policiais e 80 viaturas já estão na divisa de Osasco com Carapicuíba
Última semana do Arraiá de Barueri tem axé, pagode, forró e sertanejo
Prefeito inaugura 4ª Cia da Polícia Militar na Vila Ayrosa
Cena forte! Homem executado com 8 tiros foi baleado com a moto em movimento
Capriotti pede que Hospital Veterinário funcione aos sábados, domingos e feriados
Vereador Bispo Nunes pede escolas cívico-militares em Osasco

21 de junho de 2024 17:24

150 policiais e 80 viaturas já estão na divisa de Osasco com Carapicuíba
Última semana do Arraiá de Barueri tem axé, pagode, forró e sertanejo
Prefeito inaugura 4ª Cia da Polícia Militar na Vila Ayrosa
Cena forte! Homem executado com 8 tiros foi baleado com a moto em movimento
Capriotti pede que Hospital Veterinário funcione aos sábados, domingos e feriados
Vereador Bispo Nunes pede escolas cívico-militares em Osasco
Secretário da Cultura de Carapicuíba deixa cargo após sete anos

Divulgação

Da redação     -
19 de janeiro de 2024

Evaldo Claudino de Almeida, divulgou em suas redes sociais, que deixou o cargo de secretário de Cultura e Turismo de Carapicuíba, nesta quarta-feira (17), após sete anos no cargo. A exoneração já foi publicada no Diário Oficial.

A gestão dele à frente da pasta divide opiniões. Conhecido por fortalecer eventos tradicionais na cidade, como a Paixão de Cristo e Festa de Santa Cruzinha, a gestão de Edvaldo também foi marcada por teatros fechados, assim como a escola de música Tim Maia e a falta de investimento em bibliotecas municipais.

A reforma do teatro Jorge Amado foi iniciada e não chegou a ser concluída. Segundo a prefeitura, o contrato com a empresa foi rompido e uma nova licitação pública deve ser aberta.

O secretário também é apontado como displicente, pela classe artística, por permitir que vários espaços culturais ficassem “esquecidos”.

As peças arqueológicas, encontradas durante as escavações do Rodoanel, que até agora não tiveram uma destinação adequada, estão sob os cuidados do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional). O Ministério Público até abriu uma investigação em 2018 para apurar o caso.