14 de julho de 2024 23:17

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco

14 de julho de 2024 23:17

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco
Hospital Antônio Giglio começa a diagnosticar e tratar doenças cardiovasculares

(Foto Marcelo Deck)

Da redação     -
24 de maio de 2021

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, entregou no sábado (22), o setor de imagem de hemodinâmica, instalado no 4º andar do Hospital Municipal Antônio Giglio, no Centro. O espaço conta com aparelho usado para diagnóstico de casos suspeitos de obstrução de artérias coronarianas. O município é o primeiro da região Oeste da Grande São Paulo a contar com o aparelho.

Em casos de confirmação do diagnóstico, é feito o chamado cateterismo. Instala-se um catéter em uma artéria (virilha, braço ou punho) e dentro dele é injetado o contraste (líquido radiopaco), por meio do qual o médico consegue monitorar na tela do equipamento onde ocorre o entupimento e, assim, iniciar o tratamento endovascular necessário. O cateter é guiado até o coração por um equipamento especial de raio x que permite a visualização das artérias coronárias, válvulas e músculo cardíaco.

Antes da implantação do setor de imagem de hemodinâmica os casos eram encaminhados para diagnóstico no Instituto do Coração (Incor) ou para os hospitais Dante Pazzanese e Pirajuçara, na capital.

“É mais uma conquista para a área da Saúde e para a população da nossa cidade. Esse equipamento ajudará a salvar muitas vidas”, disse Rogério Lins. 

Segundo o médico e secretário de Saúde de Osasco, Fernando Machado, o equipamento atenderá apenas pacientes de Osasco e tem capacidade para realizar, em média, cerca de 60 procedimentos por mês.

“O equipamento ajudará no diagnóstico dos pacientes, principalmente adultos masculinos acima dos 50 anos (faixa etária com maior incidência de casos), com suspeita de infarto agudo do miocárdio, desobstrução de artérias, além de outros casos, como tratamento cirúrgico em doenças cardíacas, congênitas, doenças vasculares ou neurológicas”, explicou o secretário.

Os exames no aparelho de hemodinâmica serão feitos tanto em pacientes internados no Hospital Antônio Giglio como nos casos encaminhados pela rede pública municipal: Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Prontos-Socorros e Unidades Básicas de Saúde (UBSs).