14 de julho de 2024 23:18

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco

14 de julho de 2024 23:18

Mandato coletivo AtivOz busca reeleição com nova formação
Camila Godói se reúne com Márcio França e conquista recurso para Escola do Futuro
Prefeitura Osasco implanta Operação Inverno até setembro
Musical “Os Saltimbancos” se apresenta domingo em Osasco
Fundo Social faz chamamento público para decoração natalina
Libânia Aparecida é pré-candidata a vereadora pelo PSD em Osasco
Sírio-libanês irá administrar Hospital Regional de Barueri

Divulgação

Da redação     -
10 de julho de 2024

O Hospital Sírio-Libanês venceu o processo de licitação para administrar, por meio de Organização Social de Saúde, o Hospital Regional Rota dos Bandeirantes em Barueri. Na disputa estava também outro renomado hospital, o Albert Einstein.

A informação foi compartilhada pela deputada Bruna Furlan, que é presidente da Comissão de Saúde da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), durante encontro de amigos no Jardim Belval, em Barueri.

A Organização Social de Saúde vencedora do processo, tem até 4 meses para iniciar os atendimentos. Isso significa que o hospital deva ser inaugurado e aberto ao público ainda este ano e, muito provavelmente, após as eleições municipais.

A obra foi concluída pela prefeitura de Barueri em setembro de 2023 e, desde então, aguarda o governo do estado para começar a funcionar. O prédio de dez andares foi construído quase que em sua totalidade pela prefeitura. O estado irá equipar e arcar com as despesas de manutenção e gerenciamento da unidade.

Segundo Eleuses Paiva, secretário de Saúde do Estado de SP, o Hospital Regional deve entrar em funcionamento ainda no segundo semestre de 2024.

O Hospital Regional

O Hospital Regional foi erguido em terreno de 64.000 m2, sendo a área construída de 41.000 m2 em estrutura metálica com fechamento em placas pré-moldadas. O prédio tem 10 pavimentos, andar térreo e um heliponto.

A unidade conta com 442 vagas descobertas de estacionamento, 17 elevadores e 360 leitos, com atendimento em oncologia com quimioterapia e radioterapia, cardiologia, ortopedia, neurologia/neurocirurgia e cirurgia bariátrica na alta e média complexidade.

Do total de leitos, 50 serão de UTI. Além disso, o Hospital Regional tem oito salas cirúrgicas, 16 poltronas de quimioterapia e 20 consultórios; leitos de RPA (Recuperação Pós-Anestésica), Pronto Atendimento com 28 leitos de observação, hospital-dia com 20 leitos, salas equipadas com tomografia e ressonância magnética; parque tecnológico de última geração com acelerador linear, hemodinâmica e aparelhagem completa e digital, dentre outras áreas específicas.

Com o início do atendimento no Hospital Regional, que irá atender municípios vizinhos, a prefeitura de Barueri pretende deixar o Hospital Municipal Francisco Moran exclusivamente para os moradores da cidade.