27 de maio de 2024 22:18

Café Sampa celebra Dia do Hambúrguer com 50% de desconto nos combos
PRTB oficializa Pablo Marçal pré-candidato a prefeito de São Paulo
Defesa Civil de Jandira e GCM chegam ao Rio Grande do Sul
Moradora denuncia vazamento de água em Carapicuíba
Trio rouba adega durante madrugada em Carapicuíba; veja vídeo
Vendedores ambulantes ganham espaços fixos na Fazendinha

27 de maio de 2024 22:18

Café Sampa celebra Dia do Hambúrguer com 50% de desconto nos combos
PRTB oficializa Pablo Marçal pré-candidato a prefeito de São Paulo
Defesa Civil de Jandira e GCM chegam ao Rio Grande do Sul
Moradora denuncia vazamento de água em Carapicuíba
Trio rouba adega durante madrugada em Carapicuíba; veja vídeo
Vendedores ambulantes ganham espaços fixos na Fazendinha
SP tem planos de trem entre SP e Santos pela Linha 9 da ViaMobilidade

Divulgação

Da redação     -
04 de março de 2024

O governo paulista estuda uma nova rota de trens de passageiros entre a cidade de São Paulo e a Baixada Santista, dessa vez pelo eixo formado pela Linha 9-Esmeralda e a antiga Linha Santos-Cajati.

De acordo com reportagem da Folha de São Paulo, o secretário de Parcerias e Investimentos, Rafael Benini, afirmou que há uma alternativa para que o serviço avance pela serra do mar.

Atualmente, a ligação entre as duas regiões é feita pelo eixo formado pela Linha 10, e depois por Paranapiacaba. Mas o trecho é bastante utilizado por trens de carga.

Segundo o secretário, o Governador Tarcísio de Freitas encontrou um caminho para o projeto que passaria por Mongaguá.

“Ali a inclinação da Serra do Mar é mais propícia. Então a gente desceria por Mongaguá e iria para Santos via a antiga rodovia da Santos-Cajati”, diz.

A Santos-Cajati, que o secretário se refere, é um ferrovia sem uso que no passado partia de Santos até Cajati e Juquiá, cortando e margeando o litoral sul paulista, pela Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.

No planalto, o trecho seguiria em parte por um outro eixo que no passado ligava as duas regiões, pela atual Linha 9 até Evangelista de Souza, quando encontra com a ferrovia Mairinque-Santos, e então desce a serra. O trecho entre Varginha e Evangelista, entretanto, está sem trilhos e há ocupações.

Pela fala do secretário, em algum momento o trem correria por um eixo diferente, possivelmente por Jardim Emburá, um bairro rural da cidade de São Paulo pertencente ao distrito de Engenheiro Marsilac, extremo sul do município.

Apesar do desejo do governador, o texto cita que o problema é que não há espaço. “Ainda é um sonho”, diz o titular da pasta.