24 de maio de 2024 16:59

UBS do Munhoz será transformada em Pronto-Atendimento 24 horas
Projeto que substitui sinais sonoros nas escolas é aprovado em Osasco
Cemitério dos Girassóis será reformado e vai ganhar 4 mil jazigos
Caminhão baú sobe em pilastra de concreto na Raposo Tavares
Ladrão coloca cadeado em moto roubada para não ser furtado
Novo golpe? Bandidos batem em traseira de moto para render vítima

24 de maio de 2024 16:59

UBS do Munhoz será transformada em Pronto-Atendimento 24 horas
Projeto que substitui sinais sonoros nas escolas é aprovado em Osasco
Cemitério dos Girassóis será reformado e vai ganhar 4 mil jazigos
Caminhão baú sobe em pilastra de concreto na Raposo Tavares
Ladrão coloca cadeado em moto roubada para não ser furtado
Novo golpe? Bandidos batem em traseira de moto para render vítima
Tarcísio anuncia 1663 moradias para 5 cidades da região

Divulgação

Da redação     -
26 de abril de 2024

O governador de São Paulo lançou nesta sexta-feira (26), um pacote de medidas para viabilizar a construção de 43.756 novas moradias em 231 municípios do Estado. O investimento previsto é de R$ 5,26 bilhões, entre contratações diretas e aporte de subsídios para a iniciativa privada.

A gestão Tarcísio de Freitas informa que até o final de 2026 a meta é entregar 200 mil moradias, sendo que mais de 25 mil já foram entregues e há mais 100 mil em produção.

A gestão estadual anunciou que a CDHU vai construir 24.309 residências, das quais 1.355 serão para o programa Vida Longa de acolhimento de idosos em situação de vulnerabilidade, em parceria com as prefeituras.

Na região, serão construídas:

500 moradias em Carapicuíba (CDHU)

278 em Embu das Artes (250 CDHU e 28 Vida Longa)

50 em Itapevi (CDHU)

443 em Osasco (CCI)

392 em Taboão da Serra (50 CDHU e 342 CCI)

Modalidade CCI

A modalidade CCI permite que famílias de baixa renda negociem a compra de suas moradias diretamente com as construtoras com projetos habilitados nesta modalidade.

A modalidade também concede subsídios de R$ 10 mil a R$ 16 mil a famílias com renda de até três salários mínimos para a compra do primeiro imóvel.

O CCI ainda promove benefícios socioeconômicos, já que os aportes viabilizam grandes montantes de investimentos privados.

CDHU

A CDHU oferece diversas modalidades para atendimento da demanda, desde as parcerias tradicionais para construções em terrenos doados pelos municípios até as Cartas de Crédito Associativo, em que construtoras e incorporadoras apresentam empreendimentos com licenciamento aprovado e a CDHU arca com a construção e financiamento dos imóveis.

Vida Longa

O programa Vida Longa oferece pequenos conjuntos residenciais projetados para receber idosos com renda de até dois salários mínimos, preferencialmente sós ou com vínculos familiares fragilizados, mas com autonomia. Os projetos são desenvolvidos em parceria com as prefeituras.

Os municípios são responsáveis pela indicação de beneficiários, doação de terrenos e gestão e manutenção dos empreendimentos entregues pelo Estado. Com investimento público a fundo perdido, os moradores não pagam taxas de ocupação ou contas de água e luz dos imóveis, que permanecem classificados como equipamentos públicos.