22 de junho de 2024 01:17

Incursão em favela resulta na apreensão de quase duas mil porções de drogas
"Operações nas divisas vão continuar", diz coronel Virgolino
Vôlei Osasco apresenta elenco da temporada 2024/2025
Em 4h, polícia e GCM vistoriam 196 pessoas, 71 motos e 25 carros na divisa de Osasco e Carapicuíba
Cotia prevê orçamento de R$ 1,7 bilhão para 2025
Em um mês região ganhará 1° "shopping aberto" semelhante aos da Europa e EUA

22 de junho de 2024 01:17

Incursão em favela resulta na apreensão de quase duas mil porções de drogas
"Operações nas divisas vão continuar", diz coronel Virgolino
Vôlei Osasco apresenta elenco da temporada 2024/2025
Em 4h, polícia e GCM vistoriam 196 pessoas, 71 motos e 25 carros na divisa de Osasco e Carapicuíba
Cotia prevê orçamento de R$ 1,7 bilhão para 2025
Em um mês região ganhará 1° "shopping aberto" semelhante aos da Europa e EUA
Tarcísio inaugura novo acesso a Osasco neste domingo

Divulgação

Da redação     -
17 de maio de 2024

O governador Tarcísio de Freitas entrega, neste domingo (19), às 9h, o novo acesso a Osasco pela rodovia Castelo Branco. A concentração para inauguração da ponte será realizada na praça Valdomiro Cobo, na avenida Fuad Auada, bairro do Bonfim.

A Prefeitura orienta que, quem for de carro, poderá estacionar no ginásio Professor José Liberatti e utilizar a passarela para atravessar a via e acessar o local do evento.

O novo acesso será uma alternativa a mais de entrada em Osasco pelo lado direito da rodovia. A ponte passa sobre a Castelo Branco e o Rio Tietê.

O acesso antigo, à esquerda da Castelo, será mantido e deve ser usado principalmente por motoristas com destino aos bairros da Zona Norte, além de Km 18 e Quitaúna.

A obra foi iniciada em 20 de abril de 2022 com a presença do então governador Rodrigo Garcia, após 30 anos de reivindicação. O cronograma de construção foi concluído dentro do prazo estipulado pela CCR (concessionária de rodovias) que investiu R$ 281 milhões no novo acesso e, em contrapartida, estendeu o prazo de concessão desse trecho inicial da Castelo Branco por mais 20 anos.

A ponte foi construída com a metodologia de balanço sucessivo, que se baseia na execução da estrutura em aduelas (segmentos de concreto). Partindo de um pilar de suporte central, as aduelas avançam em balanços até cobrir todo o vão necessário, diminuindo o impacto no viário durante a realização da obra.

Para a execução da ponte foram utilizados 46 mil m³ de concreto, o equivalente a 5.750 caminhões betoneiras, 2.600.000,00 quilos de aço e 160 horas para concretagem dos blocos de fundação. Mais de 6 mil empregos gerados, entre diretos e indiretos.

Dentro de Osasco, a prefeitura remodelou o trânsito na avenida Maria Campos, colocando semáforos inteligentes e abrindo uma transposição ao córrego próximo à rua Cônego Afonso.