27 de maio de 2024 19:49

Café Sampa celebra Dia do Hambúrguer com 50% de desconto nos combos
PRTB oficializa Pablo Marçal pré-candidato a prefeito de São Paulo
Defesa Civil de Jandira e GCM chegam ao Rio Grande do Sul
Moradora denuncia vazamento de água em Carapicuíba
Trio rouba adega durante madrugada em Carapicuíba; veja vídeo
Vendedores ambulantes ganham espaços fixos na Fazendinha

27 de maio de 2024 19:49

Café Sampa celebra Dia do Hambúrguer com 50% de desconto nos combos
PRTB oficializa Pablo Marçal pré-candidato a prefeito de São Paulo
Defesa Civil de Jandira e GCM chegam ao Rio Grande do Sul
Moradora denuncia vazamento de água em Carapicuíba
Trio rouba adega durante madrugada em Carapicuíba; veja vídeo
Vendedores ambulantes ganham espaços fixos na Fazendinha
Uma cabo da PM de Barueri é sócia da empresa Vector que matou negro no Carrefour

(Divulgação)

Mari Magdesian    -
23 de novembro de 2020

Uma cabo da Polícia Militar licenciada que era lotada no 5° Baep, responsável pelo policiamento de elite da região de Osasco, é uma das sócias da empresa de segurança Vector, cujos agentes mataram asfixiado João Alberto Silveira Freitas, em Porto Alegre, no dia 19 de novembro, no estacionamento do hipermercado Carrefour. A informação foi dada pelo jornalista Rodolfo Andrade, do jornal Giro S/A.

De acordo com o quadro societário, Simone Aparecida Tognini é uma das sócias da empresa, contrariando o estatuto do funcionalismo paulista. Em nota a empresa lamentou o episódio brutal. João foi espancado por segurança da Vector e um policial militar temporário fora de serviço. Pouco antes, João tinha discutido com a caixa do estabelecimento e foi levado pelo segurança da loja até o estacionamento onde começaram as agressões.