29 de fevereiro de 2024 13:09

Osasco tem mais de 600 casos confirmados de dengue
Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal
Vôlei Osasco entra em quadra com "sangue nos olhos" após transfobia contra Tiffany
Equipe Força & Ação se apresenta em Itapevi neste sábado
Diogo Portugal leva show ‘Não me cobre coerência’ a Osasco
PM recupera carga roubada em "muquifo" no Jardim Roberto

29 de fevereiro de 2024 13:09

Osasco tem mais de 600 casos confirmados de dengue
Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal
Vôlei Osasco entra em quadra com "sangue nos olhos" após transfobia contra Tiffany
Equipe Força & Ação se apresenta em Itapevi neste sábado
Diogo Portugal leva show ‘Não me cobre coerência’ a Osasco
PM recupera carga roubada em "muquifo" no Jardim Roberto
Vice de Emídio pode assumir Educação se vencer as eleições

(Foto Eliane Tafu)

Mari Magdesian    -
06 de novembro de 2020

Zélia Lucas, candidata a vice-prefeita na chapa de Emidio de Souza, afirmou em coletiva de imprensa, nesta semana, que se for eleita deve analisar a possibilidade de assumir alguma secretaria municipal no governo petista. Pedagoga de formação e professora atuante, Zélia deve ser cotada para duas pastas, a da Educação e uma outra que deve ser criada por Emidio, a de Mulher, Gênero e Raça. Zélia integrava o coletivo “Agora é com elas”, composto por Flávia e Débora, que disputa uma vaga na Câmara Municipal. Com o convite para ser vice, Zélia deixou o coletivo e passou a fazer campanha ao lado de Emídio. Flávia e Débora seguem com o compromisso de ser o primeiro mandato coletivo a integrar o Legislativo da cidade.

A escolha de Zélia para o cargo de vice aconteceu somente em outubro.  No dia 20, Emidio confirmou a troca em sua chapa majoritária e acusou o presidente Jair Bolsonaro de tentar atrapalhar sua campanha em Osasco. “A Justiça Eleitoral, a pedido de Roberto Jefferson, bolsonarista e presidente do PTB nacional, retirou nosso vice, pastor Silvio Neves. De acordo com fontes em Brasília, a atitude de Roberto Jefferson faz parte de uma articulação feita por Bolsonaro para enfraquecer a minha candidatura, por eu ser do PT e amigo pessoal do presidente Lula. Essa intervenção e essa decisão judicial só nos estimula ainda mais a trabalhar pelas mudanças”, declarou Emidio na época. O PTB se recusou coligar com o PT nestas eleições. Nos dois mandatos anteriores de Emidio como prefeito de Osasco, seu vice foi do partido, o médico Faisal Cury. Agora, a coligação do PT conta com o apoio apenas do PV.