29 de fevereiro de 2024 19:44

Juiz solta ladrão que apanhou da vítima após tentativa de roubo de moto no km 39
Osasco registra mais de 305 mil faltosos em consultas médicas
Alunos de Osasco lançam livro para despertar interesse de jovens a empreender
Prefeitura de Osasco entrega reforma do CREAS Sul
Parque Chico Mendes terá aula aberta sobre crise climática
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi

29 de fevereiro de 2024 19:44

Juiz solta ladrão que apanhou da vítima após tentativa de roubo de moto no km 39
Osasco registra mais de 305 mil faltosos em consultas médicas
Alunos de Osasco lançam livro para despertar interesse de jovens a empreender
Prefeitura de Osasco entrega reforma do CREAS Sul
Parque Chico Mendes terá aula aberta sobre crise climática
Em Brasília Camila Godoi busca recursos para saúde de Itapevi
Vôlei Barueri mostra força e vence o Minas

Divulgação

Da redação     -
07 de fevereiro de 2024

O Barueri conquistou mais uma grande vitória na Superliga feminina. Nesta terça-feira (6), o time dirigido por Wagão superou o Gerdau Minas por 3 sets a 2, parciais de 25-22, 25-22, 15-25, 17-25 e 15-9, pela quarta rodada do segundo turno.

No turno, as Chiquititas já haviam superado Sesi Bauru e Fluminense no melhor momento até então na competição nacional.

O resultado fez o Barueri chegar aos 22 pontos, mesmo número do Fluminense, sexto colocado, mas ficando atrás nos critérios de desempate. Já a equipe minastenista, com 32, perdeu a chance de reassumir a segunda colocação e pode ser ultrapassado pelo rival Dentil/Praia Clube na rodada.

Para desbancar o favorito Minas, no Ginásio do Sportville, Barueri conseguiu mostrar, em diferentes momentos do duelo, duas das suas principais virtudes: o peso do bloqueio e principalmente o volume de jogo. E vale ressaltar o mental do Barueri no tie-break, depois de ser dominado no terceiro e quarto sets pelo Minas.

Individualmente, Aline Segato esteve muito bem no fundo de quadra e levou o VivaVôlei.

Jheovana, depois de algumas atuações irregulares, voltou a ser a bola de segurança, sendo a maior pontuadora do time: 21 acertos. Luzia também apareceu bem em diversos momentos, alternando força e jeito.

Já o Minas, na volta de Thaisa, após se recuperar de uma lesão muscular na coxa, voltou a oscilar demais. Pagou caro pelos erros de ataque no primeiro set e pecou na linha de passe em diversos momentos.

Mostrou poder de reação para forçar o quinto set com Annie Mitchem em quadra dividindo a responsabilidade com Kisy nas extremidades, além de Jenna Gray desacelerando o jogo em diversos momentos, deixando as atacantes mais “à vontade” nas bolas altas. A bola da americana com Thaisa, inclusive, ainda carece de sintonia.