26 de maio de 2024 14:57

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar

26 de maio de 2024 14:57

Aposta de Osasco leva prêmio de 1,2 milhão na Lotofácil
Capotamento "trava" Raposo Tavares no sentido Capital
Tarcísio autoriza 16 radares na Raposo entre Cotia e SP; veja locais
Ana Paula Rossi deixa Câmara de Osasco por um mês
Cajamar faz Expo Emprego com maior oferta de vagas da história da Região Metropolitana
Emidio diz que “escola não é quartel” sobre escola cívico-militar
Vôlei Osasco perde invencibilidade em derrota para o Praia Clube

Divulgação

Da redação     -
18 de março de 2024

A uma rodada do final da fase de classificação da Superliga Bet7K, o Vôlei Osasco São Cristóvão Saúde se confirma na vice-liderança, mesmo após perder para o Dentil Praia Clube por 3 sets a 1 (25/15, 21/25, 37/35 e 25/20) em uma batalha de 2h30.

A equipe de Luizomar não pode mais ser alcançada na tabela de classificação após o set conquistado dentro do ginásio José Liberatti na noite deste domingo (17).

Camila Brait, Tifanny, Butler, Gionava, Lorenne e cia. voltam à quadra na próxima sexta-feira (22), contra o Bluvolei/FURB, na última partida antes dos playoffs.

“Claro que queríamos a vitória e lutamos muito para isso. Tivemos alguns momentos de baixa na partida, mas o set conquistado foi importante para garantir a nossa segunda posição. É como o Luizomar sempre nos diz, precisamos buscar a evolução pensando nos playoffs e na caminhada e luta para chegar á final”, comentou a ponteira Tifanny, maior pontuadora com 25 acertos.

Na tabela, A equipe osasquense soma 48 pontos (17 vitórias em 21 rodadas) e tem três pontos de vantagem para o Praia, terceiro colocado, com 45 pontos.

O jogo – O saque não entrou e o passe não funcionou para Osasco o primeiro set. Com mais erros que acertos, as donas da casa sofreram. Luziomar pediu tempo quando o placar estava em 6/11 e 8/14. Apesar das paradas e das substituições, a resposta não veio como esperado. Tifanny atacou no 9/19, Butler faz 13/23 e Callie virou no 15/24. Na sequência, o Praia fechou em 25/15.

A maré virou no segundo set. O saque osasquense conseguiu quebrar o passe das mineiras e o resultado se refletiu no placar. Lorene, com um ace, fez 8/3 e Tifanny, atacando pela entrada de rede, marcou 13/4. O domínio na parcial não chegou a ser ameaçado, apesar da tentativa de reação do adversário. Lorene colocou a bola no chão no 23/16 e o set point veio com um erro do Praia. O ponto final demorou a chegar, mas Tifanny atacou do meio-fundo para fechar em 25/21.

Osasco dominou a parte inicial do terceiro set. Chegou a fazer 17/10 com Butler. Na reta final da parcial, porém, o equilíbrio foi total entre as duas equipes. Foi da central norte-americana o ataque de empate no 24/24 e, a partir daí, os dois times travaram uma batalha ponto a ponto pela vitória. A equipe osasquense teve chances de fechar e também salvou set points do Praia. Giovana soube variar as ações, acionando especialmente Tifanny e Lorenne pelas pontas e Butler pelo meio. No detalhe, as mineiras conseguiram a vitória por 37/35.

Assim como na parcial anterior, Osasco começou melhor no quarto set. Callie fez 15/11 e garantiu quatro pontos de vantagem. Vantagem que se desfez quando o Praia empatou no 16/16 e virou no 17/16. Tifanny ainda atacou para marcar 17/17, mas as donas da casa não voltaram mais a comandar o placar. Luizomar pediu tempo no 17/19. Butler e Tifanny ainda montaram o bloqueio para manter o time vivo no 20/24, mas não conseguiram evitar a vitória das mineiras por 25/20.