Obras de urbanização do Rochdale estão 56% concluídas

 Obras de urbanização do Rochdale estão 56% concluídas

Divulgação

As obras de urbanização do Rochdale, na Zona Norte de Osasco, estão 56% concluídas. Quando o projeto é dividido por áreas, 50% das vias estão pavimentação e 65% das guias e sarjetas já foram implantadas. Já o Centro Cultural, que irá receber a Fábrica de Cultura 4.0, está com as obras 100% finalizadas.

 

O projeto também inclui a construção de 200 unidades habitacionais para famílias que foram removidas de áreas de risco do próprio bairro e a regularização fundiária, já em andamento, de 2.400 lotes, casa de papel passado aos moradores.

 

“Uma das principais determinações do prefeito Rogério Lins, na área habitacional, é que a gente leve melhorias às pessoas nos locais onde elas moram. Por isso, também vamos implantar praças de lazer, recreação e esportes, com espaços pet, academias ao ar livre, playgrounds e quadras poliesportivas por toda a região”, disse o secretário da Habitação, Pedro Sotero.

 

O projeto envolve ainda recuperação ambiental em mais de 50.000 m², com plantio de grama e mudas de diversas espécies de árvores.

 

O PROJETO

A urbanização integrada do Rochdale é uma parceria da prefeitura com o governo federal, envolvendo R$ 88 milhões em repasses, além de R$ 60 milhões em investimentos do município.

 

As ações vão beneficiar cerca de 70 mil famílias diretamente, incluindo moradores dos bairros de Canaã e Aliança, e 200 mil indiretamente.

 

O projeto de urbanização integrada envolve 2,5 quilômetros de canalização do Braço Morto do Rio Tietê, para combate às enchentes; abertura de vias, colocação de guias, sarjetas e guard rail e 35.000 m² de pavimentação; regularização fundiária; construção de moradias; implantação de quadras poliesportivas, academias ao ar livre e praças em áreas ao longo do córrego; paisagismo e plantio de árvores; saneamento básico com micro e macrodrenagem e coleta de esgoto; implantação de interligações entre os bairros para pedestres, veículos de passeio e transporte público, criando um novo sistema de  mobilidade entre Rochdale, Canaã, Aliança e Piratininga, e ainda a implantação do Centro Cultural.

 

Da Redação