Oeste repete 2021 e perde o acesso nos pênaltis

 Oeste repete 2021 e perde o acesso nos pênaltis

Pelo segundo ano seguido, o sonho do Oeste em retornar à Série A1 do Campeonato Paulista parou nos pênaltis. Se em 2021, o rubro-negro foi eliminado pelo São Bernardo FC, em 2022, o algoz foi o São Bento de Sorocaba. Um triste fim de Série A2 para o time que fez a segunda melhor campanha do torneio.

No jogo de ida, realizado semana passada em Sorocaba, um 2×2 que deixou a semifinal em aberto. Na noite deste sábado (9), na Arena Barueri, o Oeste precisava de uma vitória simples e abriu o placar logo aos sete minutos com Léo Ceará aproveitando cruzamento na área. No restante do primeiro tempo, ação concentrada no meio-campo e poucos momentos de perigo de ambos os lados.

Na etapa final a tensão era evidente. O São Bento precisava chegar ao empate para pelo menos levar a decisão aos pênaltis. Aos 25, Cristiano, camisa 9 do Azulão, teve a melhor chance para deixar tudo igual em rebote de Fernando Henrique, mas mandou por cima com a meta vazia.

Quatro minutos depois o Oeste ficou muito perto para consolidar a vitória, a vaga na final e também na Série A1 de 2023. Tite avançou pelo campo de defesa adversário livre de marcação e driblou o goleiro. Só que na hora de chutar, tropeçou sozinho e perdeu um dos gols mais inacreditáveis do campeonato.

O castigo veio aos 50 minutos. A bola foi alçada na área local e Serginho colocou no canto direito. Na sequência o técnico rubro-negro Sérgio Alexsandro, o Lelê, foi expulso. Com o 1×1, a sorte foi definida nos penais. Brilhou então a estrela de Zé Carlos, goleiro sorocabano. Ele defendeu três cobranças e garantiu o acesso do São Bento apenas um ano após ser rebaixado. O Oeste ano que vem vai para a sua terceira temporada seguida na Série A2.

Para o Oeste agora resta o Campeonato Brasileiro da Série D. No próximo domingo (17), a equipe recebe o Paraná Clube na Arena Barueri pela primeira rodada da competição.

Da Redação