Osasco deve ter Virada Cultural no segundo semestre

 Osasco deve ter Virada Cultural no segundo semestre

Foto: Mari Magdesian

Em entrevista ao Diário da Região, Cláudio da Locadora, secretário da Cultura, disse que Osasco deve realizar sua Virada Cultural após dois anos de suspensão da programação presencial em decorrência da pandemia do novo coronavírus. A previsão é que ela aconteça no segundo semestre deste ano. Ele explicou que já foi realizada uma primeira reunião para definir os editais de contratação dos artistas.

Já em São Paulo, a Virada Cultural será realizada neste final de semana, 28 e 29 de maio, de forma descentralizada como em em 2017. Isso significa que os grandes shows não serão realizados no centro da cidade e sim em áreas mais periféricas. Estão programadas 300 atrações entre shows, teatro e dança.

Os destaques, na Capital, são para artistas como Ludmilla, Luísa Sonza, Kevinho, Glória Groove, Karol Conká, Vitão, Pocah, BK, Rael, Black Alien, Rincon Sapiência, Diogo Nogueira, Maneva, Sidney Magal, Arnaldo Antunes, Victor Kley, Djonga, Planet Hemp, Russo Passapusso, Jorge Aragão, Barões da Pisadinha e maestro João Carlos Martins com a escola de samba Vai-Vai, dentre outros.

A Virada Cultural em São Paulo ocorre em oito regiões: Butantã; Freguesia do Ó; Parada Inglesa; Campo Limpo; M’Boi Mirim; São Miguel Paulista; Itaquera e Vale do Anhangabaú e seu entorno (Centro).

Já a Virada Cultural de Osasco deve ser diversificada e também descentralizada como a da Capital, com diversas apresentações em vários bairros da cidade e, em sua maioria, com artistas locais. Ainda não foi confirmada a participação de O Teatro Mágico, grupo osasquense conhecido nacionalmente.

Graciela Zabotto