Osasco deve tornar pistas “skatáveis” para descobrir “fadinhas”

Em entrevista ao Diário da Região, Éder B2, secretário de Planejamento e Gestão, disse que a meta da prefeitura é aperfeiçoar traçados e corrigir pequenos problemas das pistas de skate da cidade para torna-las, segundo ele, “skatáveis”. Hoje, ele afirma que dependendo da pista algumas manobras ficam comprometidas, por exemplo. 

Para determinar qual seria o modelo ideal, a secretaria de Éder abriu processo participativo e iniciou diálogo com a população e com técnicos para definir os procedimentos nas pistas já existentes e nas que ainda serão construídas.

“Pela primeira vez na cidade, fomos até a base, ouvimos os skatistas. Foram nessas conversas que descobrimos a necessidade de se ter pistas skatáveis. Muitas vezes o local entregue à população era lindo, maravilhoso, mas não correspondia as necessidades dos skatistas que precisavam de um equipamento profissional para desenvolver por completo suas habilidades”, explicou Éder B2. “Nossa ideia é contratar uma empresa especializada na construção de pistas e que de Osasco saiam talentos para o mundo”, completou.

Atualmente, Osasco possui pistas nas unidades do CEU (Centro de Educação Unificada) Zilda Arns; no CEU José Saramago; no Jardim Bela Vista; no bairro do Baronesa; no CEU das Artes e futuras pistas em duas Areninhas, projeto do governo do estado já prometidos para Osasco. 

Éder afirmou que outros terrenos estão sendo avaliados para a construção de mais pistas. A meta da prefeitura é terminar o segundo mandato do prefeito Rogério Lins com oito pistas totalmente “skatáveis” na cidade.

Graciela Zabotto