• 18/10/2021

Osasco é a cidade que mais recebeu auxílio emergencial em agosto

 Osasco é a cidade que mais recebeu auxílio emergencial em agosto

(Divulgação)

Em agosto, o governo federal liberou para moradores das cidades da região R$ 227,681 milhões em auxílio emergencial, benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Com população estimada em 699.944 mil habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Osasco foi a cidade que mais recebeu o benefício. No total o governo federal liberou para moradores R$ 105,364 milhões. Em seguida está sua vizinha, Carapicuíba, para onde foram liberados R$ 68,629 milhões de auxílio emergencial. Barueri foi a terceira na região, porém com um número bem abaixo da primeira e segunda colocada. Foram R$ 44,120 milhões, enquanto para Itapevi foram liberados R$ 41,060 milhões do benefício.

Já R$ 37,188 milhões foram liberados para moradores de Cotia, quinto lugar na lista das cidades da região que mais receberam o benefício da União.  Em seguida vem Santana de Parnaíba, com R$ 18,015 milhões; Jandira, com 17,297 milhões e, por último, Pirapora do Bom Jesus, com R$ 3,369 milhões. Os dados referentes ao mês de setembro ainda não estavam disponibilizados pelo governo federal.

O benefício criado em abril foi estendido até 31 de dezembro por meio da Medida Provisória. O Auxílio Emergencial Extensão será pago em até quatro parcelas de R$ 300,00 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor é de R$ 600,00.

Não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio. Somente aqueles que já foram beneficiados e, a partir de agora, se enquadram nos novos requisitos estabelecidos na MP, terão direito a continuar recebendo o benefício.