Osasco gera mais de 33 mil vagas de emprego em quatro meses

 Osasco gera mais de 33 mil vagas de emprego em quatro meses

Caio Henrique

Osasco fechou o primeiro quadrimestre de 2022 com 33.619 vagas de emprego preenchidas. Informação foi divulgada pelo prefeito Rogério Lins em suas redes sociais. Foram 8.084 admissões em janeiro, 8.594 em fevereiro, 8.578 em março e 8.363 em abril. Dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia, apontam que em abril Osasco registrou saldo positivo de vagas, fechando com 921 vagas novas vagas.

 

Na cidade, os destaques de abril foram os setores de serviços, com admissão de 804 trabalhadores, seguido por comércio (295) e agropecuária (2). Os setores de construção e indústria fecharam com saldos negativos de 164 e 16, respectivamente. Já o estoque, que é a quantidade total de vínculos ativos pela CLT, chegou a 176.296 vínculos. O número representa uma alta de 0,86% em relação ao mês de janeiro de 2022. Já o estoque, que é a quantidade total de vínculos ativos pela CLT, chegou a 176.296 vínculos. O número representa uma alta de 0,86% em relação ao mês de janeiro de 2022.

 

Em 2021, Osasco ganhou destaque ao encerrar o ano como a cidade que mais gerou empregos no Brasil, fechando o ano com saldo positivo de mais de 100 mil novos postos de trabalho. Dados do Caged apontaram que entre as cidades com mais de 200 mil habitantes, as líderes em geração de vagas foram Osasco, com alta de 16% em relação a 2020 e saldo de 24 mil novos empregos, seguida por Nova Hamburgo (RS), que apresentou alta de 12% e saldo de 7,74 mil postos. As duas cidades tiveram os desempenhos puxados pelo segmento de tecnologia.

Da Redação