Osasco prorroga contrato com OS que administra as 3 UPAs

 Osasco prorroga contrato com OS que administra as 3 UPAs

(Divulgação)

A prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos, prorrogou em caráter excepcional, por mais 70 dias, contrato com a OS Associação da Irmandade de Santa Casa Pacaembu que administra as três UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da cidade. No período serão repassados R$ 8,3 milhões para o gerenciamento das UPAs Centro, Vila Menk e Conceição. A suspensão da licitação foi necessária por determinação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo que suspendeu o chamamento público que selecionaria uma nova Organização Social.

Na semana passada, a prefeitura de Osasco publicou a contratação emergencial de Organização Social (OS) para administrar o Pronto Socorro doutor Conrado Cesarino Nuvolini, conhecido como PS Santo Antônio. A Organização Social Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Bernardo do Campo vai gerir a unidade de saúde por 180 dias. No início da pandemia causada pelo novo coronavírus o PS Santo Antônio foi ‘transformado’ em Centro de Referência para o tratar pacientes com diagnóstico da doença. Já no início deste mês, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou que, devido a baixa procura de pacientes com sintomas de coronavírus, o Centro de Referência seria desativado e a unidade voltaria ao atendimento geral à população, funcionando 24 horas por dia. O PS foi totalmente reformado e modernizado para ser usado como Centro de Referência da Covid. O prédio passou pelo processo de higienização. Ainda não há data definida para reabertura, mas deve acontecer ainda esta semana.

Da Redação