Osasco retira 300 toneladas de lixo do córrego no Baronesa

 Osasco retira 300 toneladas de lixo do córrego no Baronesa

Divulgação

A Secretaria de Serviços e Obras (SSO) da prefeitura de Osasco intensificou o trabalho de limpeza de córregos, bocas de lobo e galerias em toda a cidade para evitar transbordamentos e alagamentos durante o período chuvoso. As ações acontecem simultaneamente nas zonas Norte, Sul e Centro.

Durante a limpeza do córrego na Avenida Lourenço Belloli, no Jardim Baronesa, por exemplo, foram retirados 15 caminhões com sedimentos. Cada caminhão suporta de 15 a 20 toneladas.

Também foi feita a limpeza de bocas de lobo e galerias nos bairros Piratininga, Açucará e Rochdale, onde acontece a canalização do chamado Braço Morto do Rio Tietê; e na Vila dos Remédios, Helena Maria e Colinas D’Oeste

De acordo com a SSO, na zona Norte são retirados diariamente das bocas de lobo cerca de 20 toneladas de lixo (20 mil quilos).

Na zona Sul, entre os dias 3 e 5, foram retiradas cerca de 10 toneladas de lixo durante a limpeza de galerias e bocas de lobo em bairros como Padroeira, Santa Maria, Santo Antônio, Bandeiras, Novo Osasco, Vila Yara, Umuarama, Veloso e 1º de Maio. No Novo Osasco, a prefeitura está desassoreando o córrego situado às margens da rua Luciano Francisco da Silva.

Na região central (centro e bairros como Presidente Altino, Quitaúna, Km 18, Bela Vista, Vila Osasco, Jaguaribe, Pestana, e Vila Yolanda) foram limpas 3.423 bocas de lobo, entre o início do mês de dezembro e o último dia 6. Na operação foram limpos ainda um córrego próximo ao condomínio Miguel Costa (Quitaúna) e outro na Rua Adolfo Marchiolli, no Km 18.

Conscientização
Toda essa sujeira entope bueiros e córregos e dificulta a passagem da água em dias de chuva e provoca alagamentos de ruas e avenidas.

Sendo assim, a prefeitura pede que a população se conscientize e ajude a manter a cidade limpa, descartando corretamente o lixo nos dias e horários de coleta feita pelos caminhões, e não jogue os dejetos nas ruas e terrenos baldios. Tal atitude propicia a proliferação de insetos e roedores.

Também é necessário que se faça o descarte de entulho (como sobras de material de construção, madeiras e móveis velhos) nos quatro ecopontos e quatro miniecopontos espalhados pela cidade. Esses espaços também contam com os Pontos de Entrega Voluntária (PEV), para onde a população pode levar material de reciclagem (vidro, papelão e garrafas plásticas).

Os PEVs estão espalhados por outros espaços públicos, como os parques municipais. Osasco conta ainda com três cooperativas de reciclagem: Cooperareis, CoperNatus e Coopermundi.

Confira abaixo os endereços dos ecopontos e miniecopontos:

Ecopontos

  • Ecoponto Jardim Mutinga: Avenida ônix, 783.
  • Ecoponto Novo Osasco: Rua Theodoro de Souza Brandão, 1.020.
  • Ecoponto Jaguaribe: Rua Fernando Miolin Filho, 150.
  • Ecoponto Helena Maria: Rua Belarmino Alves da Silva, esquina com a Rua Walt Disney.

Miniecopontos

  • Jardim Adalgisa: Rua Octávio Catelani, s/nº, esquina com a Rua Rui Alvarenga.
  • Bandeiras: Rua João Guimarães Rosa, 220.
  • Munhoz Jr.: Rua Erva Cidreira, altura do número 80.
  • Padroeira: Avenida Benedito Alves Turíbio, esquina com a Avenida João Paulo II.

Da Redação