Osasco terá oposta turca para ocupar lugar de Tandara

 Osasco terá oposta turca para ocupar lugar de Tandara

Divulgação

O Blog do Voloch informou na terça-feira, 4, que a jogadora turca Ceren Kestirengöz foi contratada pelo Osasco São Cristóvão Saúde, atual vice-líder da edição 2021/2022 da Superliga Feminina, e chegará ao Brasil na próxima semana para assinar com o clube.

Especulações de bastidores apontam que Ceren estaria assinando com Osasco para ocupar o lugar de Tandara, que permanece afastada por suspeita de dopping. Sem Tandara, o técnico Luizomar remanejou Tifanny, ponteira de origem, para ser a oposta da equipe. Ela assumiu a posição e está dando conta do recado. Os fanáticos por vôlei costumam até dizer que Osasco está sem a pitbull – apelido dado a Tandara – mas ganhou uma rottweiler – apelido dado a Tifanny.

A vantagem da atleta truca é que ela atua como ponteira e oposta, oferecendo mais opções de posicionamento e jogadas ao técnico Luizomar. Ceren Kestirengöz tem 28 anos, 1,94m. Com passagens por Vakifbank e Fenerbahçe, ela estava jogando no Yesilyurt, se destacando sempre como a maior pontuadora do time. A atleta jogou as edições de 2018 e 2019 da VNL pela seleção da Turquia.

Nascida em 1993, ela estreou nas categorias de base seleção da Turquia em 2008. No mesmo ano ganhou a medalha de ouro no Campeonato Juvenil Feminino dos Balcãs, realizado na Grécia. No ano seguinte, ela novamente fez parte da seleção juvenil e ficou com a medalha de prata.

Em 2011 ela conquistou a medalha de bronze com a seleção adulta no Campeonato Europeu Feminino realizado na Sérvia. Ela também fez parte do time em 2012 na Liga Europeia Feminina quando a seleção turca terminou com a oitava colocação.

O Osasco São Cristóvão Saúde teve seu primeiro jogo em 2022 adiado porque algumas de suas atletas, entre elas as líberos Camila Brait e Keyla, foram diagnosticadas com Covid-19. A primeira partida deve acontecer no dia 14 de janeiro, quando enfrentará o Itambé Minas Tênis Clube no Ginásio José Liberatti.

Da Redação