PM de Osasco deve ter câmeras nas fardas só no final do ano

 PM de Osasco deve ter câmeras nas fardas só no final do ano

Em entrevista ao Diário da Região, a tenente-coronel Eunice Godinho, comandante do 14º Batalhão da PM disse que provavelmente, até o final do ano, cerca de 100 câmeras devem ser enviadas a Osasco. Elas serão acopladas à farda dos policiais militares. 

“Havia um planejamento para que Osasco recebesse no fim do ano passado, mas por conta dos indicadores da cidade, que estavam muito melhores que o de outros municípios, as câmeras foram para Batalhões mais preocupantes. Já foram compradas mais câmeras e acredito que antes do final do ano nós teremos. Geralmente é para todo operacional, perto de 100 câmeras”, explicou a coronel.

Em julho do ano passado, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou o monitoramento das ações da PM nas ruas por meio de câmeras em seus uniformes. O objetivo do governo é tentar reduzir a violência policial.

Segundo o governador, as bodycams, as imagens produzidas são gravadas em nuvem e não podem ser apagadas. As primeiras foram implantadas em agosto, quando 2 mil policiais militares passaram a utilizar o equipamento.

As câmeras pequenas são fixadas na lapela da farda. O policial não pode retirá-la, nem desligá-la. E ela transmite, ao vivo, todas as suas ações.

Um pouco antes do anuncio das câmeras nas fardas, em junho do ano passado, Doria determinou que todos os policiais do estado passassem por novo treinamento para evitar abordagens violentas. 

Isso ocorreu após imagens nas redes sociais terem mostrado uma abordagem policial violenta em Carapicuíba, região metropolitana do estado, no mês de junho. Na imagem, duas pessoas que estão em uma motocicleta são abordadas por policiais. Um PM aplica uma técnica de estrangulamento em uma das vítimas, que cai desacordada no chão. Foi o chamado “mata-leão”.

Da Redação