Poit diz que Tarcísio é um técnico cercado por “raposas políticas”

Em entrevista ao Diário da Região, Vinícius Poit, pré-candidato a governador de São Paulo, pelo partido Novo, disse ser insignificante o fato de seu adversário Tarcísio Freitas ser carioca.

“Se falarmos do polo moveleiro, ou do porto de Osasco, onde ficam os navios, pode ser que o Tarcísio confirme, pois não conhece Osasco”, satirizou Poit.

Para Poit justificar que ele não seria um bom governador porque é do Rio é uma crítica muito rasa.

“O Tarcísio é um baita ministro, muito técnico. O problema é que ele é um técnico cercado por políticos. Ele vai poder escolher o vice dele? Não vai. Quem vai escolher é o Valdemar da Costa Neto, presidente do PL, que estava preso até um tempo atrás junto com o Dirceu (Zé Dirceu)”, alfinetou.

“Tarcísio ficará refém de um mecanismo político implantado há muitos anos”, completou Vinícius Poit.

“É muito melhor ter um bom político, um cara com articulação, cercado por bons técnicos do que um técnico cercado por raposas políticas”, finalizou.

Tarcísio Freitas é pré-candidato ao governo de SP e tem apoio do presidente Jair Bolsonaro. Tarcísio é do Rio de Janeiro e tem sido criticado por não conhecer São Paulo.

Vinícius Poit é deputado federal e confessou que ama o dogão de Osasco, que ganhou nota 10 dele. O pré-candidato do Novo descreveu até os ingredientes do dogão no prato.

Graciela Zabotto