• 14/06/2021

Polêmica de Juliana Paes com Paulo Gustavo cria ‘racha’ na classe artística; confira

 Polêmica de Juliana Paes com Paulo Gustavo cria ‘racha’ na classe artística; confira

Foto: Instagram/Reprodução

Um vídeo publicado pela atriz Juliana Paes em seu perfil do Instagram virou a polêmica mais comentada das redes sociais nos últimos dias e criou um verdadeiro “racha” entre a classe artística. O caso envolve ainda a morte do ator Paulo Gustavo.

Isso porque a atriz Samantha Schmütz é apontada como a artista que motivou Juliana Paes a gravar um vídeo como resposta a uma “colega”, nesta quarta-feira (2). Schmütz era amiga próxima de Paulo Gustavo e desde a morte dele por complicações da Covid-19, ela critica abertamente o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e todos que o apoiam.

Na gravação de Paes, a global comenta o atual cenário político do país, reclama da cobrança para se posicionar politicamente e declara não concordar  com “ideais arrogantes de extrema-direita” ou com “delírios comunistas da extrema-esquerda”. 

“Não, não sou ‘bolsominion’, como adora acreditar quem não me conhece de perto”, diz ela no vídeo. “Tenho críticas severas a esse que nos governa. Por outro lado, eu tampouco quero que governe essa oposição que se insinua para o futuro. Onde eu estou? Em um ambiente que não me sinto representada por ninguém.”

Nos comentários, vários artistas, como os atores Eri Johnson, Agatha Moreira, Marcos Palmeira e Letícia Spiller, a cantora Fafá de Belém, a ex-BBB Sarah Andrade e o apresentador Márcio Garcia, concordaram com a opinião de Juliana. A deputada federal governista Bia Kicis (PSL-DF) também elogiou o “desabafo” da atriz.

“Sim, somos todos livre para sentir, pensar, escolher e ser o que quisermos. Essa política cada vez mais suja e descarada encoraja as pessoas a se odiarem por qualquer coisa, amigos se tornaram inimigos. Pessoas desequilibradas se expressam de forma desrespeitosa, carregam dor, levantam bandeiras raivosas quando ninguém é dono da verdade. Estamos todos nós exaustos… Muita raiva e militância para reclamar e muito pouca ação para de fato fazer a diferença”, concordou a atriz Daniele Suzuki.

“Te amo, amiga. Lindas palavras”, elogiou o ator Leandro Hassum. Fabio Assunção foi mais uma famoso que deu sua opinião sobre o vídeo de Juliana Paes.

“A Juliana se expressou nas redes. Vi um monte julgando, absolvendo, dando toques afetivos.. Que troço chato, recorrente. Não se trata disso. O Brasil está doente e quem não se posiciona frente a isso como pode, ou não tem conhecimento ou está omitindo socorro”, declarou o ator em seu Twitter.

Já outros artistas fizeram críticas à fala de Juliana. Na publicação, a atriz Letícia Sabatella fez elogios à colega, mas ressaltou que existem “muitas fake news disseminadas para acreditarmos que o Brasil corre o risco de virar uma ditadura comunista” e se propôs a conversar com Juliana sobre o assunto.

O cantor Tico Santa Cruz disse no Instagram que a polarização descrita por Paes não existe. “Não existe extrema-esquerda atuando com poder relevante no Brasil. A extrema-direita está no poder”, publicou ele. “Neutralidade também é uma posição política, ainda mais quando se tem um governo genocida atuando livremente em sua pátria.”

A atriz Patrícia Pillar questionou: “Só uma pergunta: que delírios comunistas?”.

O ator Ícaro Silva opinou que a fala da atriz “não ultrapassa o cercado de privilégios que seu talento permitiu alcançar”.

“Você é inteligente, talentosa, carismática, amada, icônica, belíssima. Mas seu pensamento não ultrapassa a bolha da classe alta; não ultrapassa o cercado de privilégios que seu talento te permitiu alcançar. Seu posicionamento é de quem não sabe o que é fome, de quem não entende o que é miséria. Dá pra entender o que você está dizendo, aqui do meu cercadinho de jovem ator morando na Barra da Tijuca. Mas é como se você estivesse falando de uma pequena ilha de tesouros pra um continente cheio de gente à beira da morte. Não dá para opor ‘arrogância extrema’ a ‘delírios comunistas’, justamente por não sermos binários. O que dá pra opor é morte e vida. E a gente sabe quem ta do lado da morte. Isso está dado, não é mistério”, escreveu ele.

O cantor gaúcho Lucas Silveira, da banda Fresno, repostou o comentário de Ícaro na íntegra no Twitter e a atriz Bruna Marquezine elogiou em resposta: “Né?”.

Bruno Gagliasso se posicionou em suas redes compartilhando uma publicação que diz que pessoas que se dizem “nem de esquerda nem de direita” são, na verdade, de direita.

A publicação compartilhada por Gagliasso em seus stories no Instagram é do perfil “Barbie Fascista”. Na sequência, ele repostou outra imagem, do perfil “Seremos Resistência”, que diz: “Gente, quem não tá falando, não é porque tá em cima do muro. É porque tá do outro lado do muro mesmo, o lado que dá vergonha de tá. Por isso silencia”. (ndmais.com.br)