Polêmica: roupa usada por Marília Mendonça em dia de acidente é reproduzida por lojas e revolta fãs

 Polêmica: roupa usada por Marília Mendonça em dia de acidente é reproduzida por lojas e revolta fãs

© Reprodução, Shopee / Stories Instagram @mariiamendoncacantora

Marília Mendonça morreu em novembro de 2021 usando um conjunto xadrez em tricô nas cores em preto e branco, com detalhes em vermelho e amarelo. Agora, quatro meses depois, lojas online vendem roupas semelhantes com o nome da cantora, deixando os fãs revoltados.

A roupa usada por Marília Mendonça no dia do acidente, que foi devolvida à mãe da cantora sem sequer ter sido lavada, agora ganhou cópias em lojas de tricô em um aplicativo de vendas online. Na busca, internautas só precisam digitar “tricô Marília” para encontrar o conjunto, que é formato por uma regata em quadriculado, um casaco e uma saia midi na mesma estampa.

Os anúncios, que agora têm retirado o termo “Marília” dos nomes das peças, envolvem a venda das roupas em pacotes de dois ou três itens – o consumidor pode escolher entre adquirir apenas o casaco e a blusa, por exemplo, ou optar por comprar os três. Os preços variam bastante, chegando a R$ 150.

Vale lembrar que Marília Mendonça é lembrada com frequência pelos fãs. A rainha da sofrência já foi citada após Maiara usar um look específico em um show, e chegou a ser assunto para Zezé Di Camargo, que expôs sua admiração à sertaneja. Tudo antes da polêmica com a venda dos conjuntos de tricô.

ROUPA QUE MARÍLIA MENDONÇA USAVA NO AVIÃO: FÃS AVALIAM COMO FALTA DE RESPEITO LOJAS QUE VENDEM CONJUNTOS
Na web, fãs da cantora se revoltaram com as propagandas, que são veiculadas a consumidores brasileiros, embora o site de venda online seja uma espécie de “shopping” virtual mundial, onde é possível fazer compras de produtos da China, por exemplo.

“O povo vendendo roupa igual a que a Marília Mendonça morreu, credo, tem que ter coragem”, escreveu uma fã. “Não gosto de olhar essa roupa! imagine usar! Esse povo é sem noção”, avaliou outra. “Honestamente nem sei o que pensar”, garantiu uma terceira. “Rapaz, a pessoa não pode nem descansar em paz”, lamentou mais um nos comentários de uma postagem sobre o assunto no perfil do colunista Leo Dias no Instagram. “É uma falta de respeito com os fãs e a família”, decretou outro.

E engana-se quem pensa que as vendas acontecem apenas na internet. Uma usuária do Twitter fez um relato recentemente sobre o assunto: “O maior desrespeito que eu vi essa semana. Uma loja na estação de metrô vendendo simplesmente a réplica da roupa que a Marília Mendonça estava usando quando faleceu”, contou. (purepeople.com.br)

Da Redação