Polícia indicia português que tentou invadir casa de Paolla Oliveira e Diogo

 Polícia indicia português que tentou invadir casa de Paolla Oliveira e Diogo

Reprodução/Instagram

A Polícia Civil do Rio indiciou o português Luís Mário Monteiro Piçarra pelo crime de perseguição contra a atriz Paolla Oliveira e o seu namorado, o sambista Diogo Nogueira. A informação é do jornal O Globo, desta quinta-feira, 17 de março. De acordo com a publicação, o casal foi ao 16ª DP (Barra da Tijuca), em fevereiro deste ano, para relatar que o homem teria entrado no condomínio onde a atriz mora com o pretexto de pegar um celular de sua propriedade que estaria com ela.

Segundo informações, o rapaz estava alterado, falava frases desconexas, gritou ofensivamente, xingou o sambista e até os ameaçou de morte com a arma da qual possui porte.

De acordo com o inquérito, Paolla Oliveira contou que já vinha sendo perseguida por Luís Mário havia cerca de três meses por mensagens na sua conta no Instagram. Em depoimento, a atriz contou que, em agosto do ano passado, o homem chegou a se declarar amorosamente pela rede social e a dizer que viria ao Brasil para encontrá-la.

Na delegacia, a atriz pediu uma representação contra Luís Mário por se sentir ameaçada pelas mensagens que vinha recebendo. Ela ainda disse que estava se sentindo vítima de violência psicológica por parte do homem pelo fato de ser mulher e pessoa pública e por classificar que ele estava abusando de seu direito de livre manifestação.

Ao delegado Leandro Gontijo, titular da distrital, Paolla Oliveira teria pedido medidas protetivas de afastamento e proibição de qualquer forma de contato com o português. As mesma foram deferidas pelo Poder Judiciário.

Ainda de acordo com a publicação, Diogo Oliveira relatou à polícia que estava na casa da namorada no dia da invasão. O cantor disse que o homem foi na sua direção e gritou: “Filho da put* que está estragando a minha vida!” e “Imbecil”. Sentindo-se ameaçado e na iminência de ser agredido, Diogo de um soco contra Luís Mário, segundo a sua versão.

Na ocasião, os seguranças do condomínio intervieram, acionaram o 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes), que encaminharam o português à 16ª DP. (www.ofuxico.com.br)

Da Redação