Polícia liberta dez vítimas de trabalho análogo à escravidão em Carapicuíba

 Polícia liberta dez vítimas de trabalho análogo à escravidão em Carapicuíba

A Polícia Civil prendeu em flagrante um costureiro, de 23 anos, por manter cerca de dez pessoas, com idades entre 12 e 53 anos, trabalhando em condições análogas à escravidão, na noite da última segunda-feira, 3, na rua Vaticano, na área rural de Carapicuíba.

Policiais civis do 1º Distrito Policial da cidade foram informados sobre os fatos e, no endereço indicado, encontraram uma oficina de costura e alguns quartos. Havia também sujeira e alimentos estocados de maneira irregular.

As vítimas contaram que vieram da Bolívia para trabalhar. No entanto, assim que chegaram foram expostos a condições excessivas de trabalho, como uma jornada das 7h às 22h. Além disso, eles também não tinham direito à hora extra e horário de alimentação adequado.

Da Redação