• 24/09/2021

Polícia multa fabricantes de balões em R$ 510 mil

 Polícia multa fabricantes de balões em R$ 510 mil

(Divulgação)

A Polícia Militar Ambiental autuou dez pessoas durante a Operação Golfier, deflagrada com o objetivo de coibir a pratica de soltura de balões. Os trabalhos foram realizados nas cidades de São Paulo, Campinas, Embu-Guaçu, Guarulhos, Itapevi, Jundiaí, Osasco, Poá, Ribeirão Pires e Suzano.

A ação contou com cerca de 50 militares do 1º Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) e faz parte da Operação Corta-Fogo deflagrada com a participação de diversos órgãos públicos estaduais.

Os locais-alvos foram selecionados por meio de um mapeamento das denúncias que chegam à unidade. Ao todo, dez pessoas foram autuadas por fabricação e resgate de balões, gerando um um total de R$ 510 mil em multas.

Ainda foram apreendidos 22 balões, além de outros materiais como fogos de artifícios, um maçarico, mais de 1.500 lanternas e dez bandeiras. A Polícia Ambiental reforça que fabricar, vender, transportar e soltar balões são crimes apenados com até três anos de detenção, além de cada infrator receber multa de R$ 10 mil por balão. A polícia ressalta que além de seus efeitos incendiários, os balões colocam em risco o tráfego aéreo, cuja pena varia de dois a cinco anos de detenção. (com guarulhoshoje.com.br)