• 30/11/2020

“Politicossauros” também deixam Câmara de Barueri

 “Politicossauros” também deixam Câmara de Barueri

(Divulgação)

Não foi apenas em Osasco que a Câmara Municipal vai começar a próxima legislatura sem sua tradicional velha guarda composta por vereadores conhecidos de longa data do eleitorado, como Jair Assaf (Pros), Antônio Toniolo (PCdoB), Didi (PSDB) e Mário Luiz Guide (PSB). Este último sequer disputou as eleições. Já os três primeiros deixaram o cargo por decisão do eleitor.

Em Barueri a situação não foi diferente. Três parlamentares já conhecidos da Casa não caíram na graça do eleitorado e permanecem vereadores até o dia 31 de dezembro. Durante sessão dessa semana, a tribuna da Câmara teve tom de despedida.

Vereador há 28 anos, Zé Baiano (Avante) chorou enquanto falava sobre não ter sido reeleito. “Estou sentido demais. Quando vi que a apuração estava terminando perdi o rumo da coisa e não acompanhei mais nada. Quando soube que tinha perdido acabou a graça e a gente passa a ser carta fora do baralho. Quero agradecer ao presidente do meu partido que fez de tudo para me salvar, mas não deu”. O parlamentar conquistou 2.724 votos. Ele ainda deixou um recado: “Aqueles a quem eu ajudei e não me ajudaram que coloquem a mão na consciência e não façam com outras pessoas o que fizeram comigo porque isso é feio”. Zé Baiano foi eleito vereador em 1992, 1996, 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016.

Com 2.033 votos Carlinhos do Açougue (DEM) também não foi reeleito. E como não poderia deixar de ser diferente também usou a tribuna para desabafar – marca registrada desse parlamentar sertanejo. “Perdi as eleições? Não. Eu ganhei as eleições. Quem perdeu foi o povo de Barueri e o Legislativo. Estarei aqui para acompanhar as sessões e quero ver a representatividade que terão comigo porque, a partir de 1º de janeiro, passo a ser um cidadão comum. E quem pensa que o Carlinhos está fora da política se enganou porque eu vou me candidatar novamente. Eu tenho sonhos políticos. Tenho planos políticos para nossa cidade. Meus projetos políticos não se encerram, eles começam novamente”. O democrata foi eleito em 2008, 2012 e 2016.

Vereador por cinco mandatos – 2001/2004, 2005/2008, 2009/2012, 2013/2016, e 2017/2020 – Chico Vilela recebeu 1.276 votos e também ficou de fora. Por outro a Câmara a velha guarda será representada por um sobrevivente. Com 2105 votos professor José de Melo (Republicanos) foi reeleito para o seu 9º mandato.

Em 2021 o legislativo de Barueri também não terá Jânio (MDB), que com sete mandatos não concorreu e decidiu apoiar o filho, Levi Jânio (Avante), eleito com 3.219.