Preso “mais um” que mandava matar e enterrar em cemitério do PCC

 Preso “mais um” que mandava matar e enterrar em cemitério do PCC

Investigadores do 1° DP de Carapicuíba prenderam, nesta quarta-feira, 16, mais um “braço direito” do PCC responsável pelo cemitério clandestino em Carapicuíba, próximo à divisa de Osasco com Cotia.

A ocorrência está em andamento e o nome ainda não foi divulgado. Ele é mais um dos que “comanda o tribunal do crime” responsável pelas mortes na região. Em geral são pessoas em “dívida” com o crime organizado.

Na semana passada foi preso Mauro dos Santos de Oliveira, de 49 anos, conhecido como Rincón. Ele seria o “chefão” do esquema ‘mata e some com o corpo”.

Rincón seria o responsável pelo tráfico na comunidade do São Remo, no bairro do Butantã, em São Paulo, próximo a Osasco. Ele era respeitado dentro da hierarquia criminal e sua prisão causou repercussão.

Até o momento, cinco corpos foram encontrados no cemitério clandestino. O único identificado foi o de uma escrivã da Polícia Civil que morava em Jandira. Os outros 4 estão no IML (Instituto Médico Legal) para reconhecimento.

Nos próximos dias nova deve será feita ao cemitério. Há suspeita de que 30 estejam enterrados no local.

Maranhão Gomes