Projeto de Carlos Bolsonaro tiraria Tiffany do vôlei Osasco feminino

 Projeto de Carlos Bolsonaro tiraria Tiffany do vôlei Osasco feminino

Divulgação

Carlos Bolsonaro (Republicanos), vereador do Rio de Janeiro,  apresentou um projeto na Câmara Municipal da cidade para impedir que atletas transexuais participem de competições esportivas segundo a nova designação de gênero.

Isto quer dizer, segundo o projeto do filho 2 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que os atletas só poderiam participar de eventos esportivos segundo o sexo de nascimento. Um homem trans, por exemplo, seria obrigado a competir em uma categoria feminina.

A oposta e ponteira Tiffany, hoje no Vôlei Osasco, em diversas entrevistas, relatou que no começo da carreira, quando tinha que jogar com homens, sofria muito preconceito. A coisa mudou quando foi autorizada a competir entre mulheres, o gênero de sua orientação.

Embora no início ela tenha demorado para ser aceita, já que as outras jogadoras pensavam que ela tinha a força de um homem, e, portanto, teria alguma vantagem nas disputas. “Isso não é verdade”, disse a jogadora em uma oportunidade em entrevista ao site Globoesporte.com.

Segundo o jornal O Globo, caso o projeto de Carlos Bolsonaro seja aprovado, ele vale para qualquer competição em que a haja envolvimento da prefeitura do Rio de Janeiro, seja de forma direta ou indireta.

Da Redação