• 27/10/2020

Propostas para trânsito vão de aero trem a maglev em Barueri

 Propostas para trânsito vão de aero trem a maglev em Barueri

(Foto Eliane Tafu)

Em entrevista ao “Diário nas Eleições”, um dos candidatos a prefeito de Barueri, capitão Ataliba (Podemos), sugeriu a implantação de maglev para reduzir o trânsito na cidade. Além de sua frota comum, Barueri recebe uma quantidade diária de veículos de pessoas que trabalham e não moram no município. É a chamada população flutuante que, em sua maior parte, circula próximo ao centro comercial e empresarial de Alphaville, bairro nobre.

O maglev é um comboio de levitação magnética. Ele é um veículo semelhante a um trem que transita numa linha elevada sobre o chão e é propulsionado pelas forças atrativas e repulsivas do magnetismo através do uso de supercondutores. Não polue, não faz barulho, não gasta muita energia.

Hoje, ele existe em apenas alguns países. Na China a linha comercial, o transrapid de Xangai, faz o percurso de 30 km até ao Aeroporto Internacional de Pudong em apenas 8 minutos. Em 2015, o maglev operado pela ferroviária japonesa Central Japan Railway Company chegou a atingir a velocidade de 603 quilômetros por hora. No Brasil, a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) implantou o meglev cobra, assista vídeo, em sua cidade universitária com velocidade de 70 km/k. Esse modelo brasileiro deve ser o mais próximo do sugerido pelo capitão Ataliba.

“A ideia é implantar um embrião em regiões mais povoadas de Barueri. Um exemplo seria a interligações no Parque Viana, Imperial e Alphaville e, devagar, ampliar para outros bairros. Vamos tentar fazer com que 78% dos veículos fiquem na garagem. Esse é um número ideal para a mobilidade da população que terá facilidade para percorrer a cidade, sem ficar estressando”, explica Ataliba.

No mês passado, outro candidato a prefeito, Reinaldo Monteiro, disse que se eleito pretende implantar o aero trem. O prefeito Rubens Furlan disse que esse projeto teria um custo altíssimo de 50 milhões por quilômetro. Capitão Ataliba garante que o maglev é mais barato que o aero trem e que Barueri tem condições financeiras de desenvolver o projeto, embora o candidato não tenha falado de valores.