“Reforma da previdência é herança maldita de Temer e Bolsonaro”

 “Reforma da previdência é herança maldita de Temer e Bolsonaro”

Divulgação

O deputado estadual e ex-prefeito de Osasco, Emidio de Souza, defende que seja realizada revisão da reforma trabalhista para apoiar os trabalhadores. Segundo o deputado, a reforma não gerou empregos e só tirou direitos dos trabalhadores

Emidio chamou a reforma de “herança maldita de Temer e Bolsonaro” e ainda lembrou que nos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff o aumento real do salário mínimo chegou a 60%. Em suas redes sociais, o parlamentar lamentou a notícia de que o trabalhador formal não teve aumento real de salário sob o governo Bolsonaro. É o que aponta o boletim Salariômetro, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, divulgado na quarta-feira, 26.

A pesquisa mostrou que somente 18,6% dos acordos coletivos e convenções acordados em 2021 refletiram em aumentos salariais maiores que a inflação do ano anterior. Outro fator apontado pelo levantamento foi o aumento dos acordos que preveem um escalonamento gradual dos reajustes salariais. Dos acordos consolidados em dezembro do ano passado, 16,4% dos casos representavam esta modalidade de reajuste. Ainda conforme dados da pesquisa, além dos salários estagnados, os benefícios como vale-refeição e alimentação também não tiveram seus valores corrigidos. Do outro lado da balança, a inflação dos alimentos ficou em 7,71%, segundo o INPC. Dados da pesquisa também apontam que o setor de serviços foi o que os trabalhadores tiveram o pior percentual de reajuste salarial. (com informações: Carta Capital)

Da Redação