• 17/01/2021

Reinaldo Varela continua na briga pelo título entre os UTVs no Dakar

 Reinaldo Varela continua na briga pelo título entre os UTVs no Dakar

O Rally Dakar, principal competição off-road do planeta, está entrando na reta final. A decisão entre os UTVs deve mesmo ficar para os últimos momentos já que as duplas favoritas seguem na disputa com seus Can-Am Maverick X3. Neste ano, as maiores chances de título estão com representantes do Chile, EUA, Brasil ou Polônia já que todas as duplas do top-5.

Entre elas, a dupla Reinaldo Varela e Maykel Justo, da equipe Monster Energy Can-Am, que subiram para a 5ª colocação na classificação geral acumulada entre os UTVs. Os brasileiros tiveram um dia competitivo, e finalizaram a etapa como os melhores da equipe com pouco mais de 25min de diferença para os líderes.

“A trilha tinha as maiores pedras que vimos até agora. Foi um problema realmente grande. Havia momentos, em que para conseguir passar pelo trecho, a gente não sabia o que fazer. Certamente, o índice de quebras nesta terça-feira foi muito alto. Muitos competidores também tiveram muitos pneus furados. As extremidades dessas pedras funcionam como lâminas enquanto os pneus giram em alta velocidade em cima delas. Dependendo de como você passa, não tem escapatória”, diz Varela, que foi campeão do Dakar em 2018.

Na nona etapa da competição, realizada na terça-feira (12), os chilenos Francisco “Chaleco” Lopez e Juan Pablo Vinagre da equipe South Racing Can-Am levaram a melhor e voltaram a vencer e reassumiram a liderança da geral dos UTVs, na Arábia Saudita. 

A etapa foi realizada em formato de laço na região de Neom, começando e terminando na mesma cidade. Foram 465 km de especial cronometrada e mais 114 km de deslocamento. O destaque do roteiro ficou por conta das bonitas paisagens próximas ao Mar Vermelho, região histórica do Oriente Médio. 

Atual vice-líder da classificação acumulada, o navegador Gustavo Gugelmin e o piloto norte-americano Austin Jones, da equipe Monster Energy Can-Am, tiveram uma especial com muitos desafios, e lutaram bastante para segurar a ponta da geral. Mas, os imprevistos deixaram a dupla 12min25seg atrás dos chilenos.