Rogério Franco é sondado para ser vice de Haddad mas recusa e fica na prefeitura

 Rogério Franco é sondado para ser vice de Haddad mas recusa e fica na prefeitura

Divulgação

Cotado para ser vice na chapa de Fernando Haddad (PT) nas eleições para o governo de São Paulo, o prefeito de Cotia, Rogério Franco (PSD), disse que não aceitou o convite para não ter que deixar a cidade, mas afirmou que fará parte do projeto estadual do grupo petista.

O anúncio foi feito neste sábado, 2, na Câmara Municipal, durante sessão solene em razão do aniversário de 166 anos o município.

“Estarei no plano de pessoas que têm responsabilidade, no projeto Brasil-São Paulo, enfrentando aqueles que prometem e não cumprem, trabalhando para que a gente possa dar condições para que a população de baixa renda volte a fazer uma compra no mercado, para pelo menos passar o mês; para que eles não cheguem no mercado e troquem mais a carne por ovo”, disse Franco.

“Estarei num projeto em São Paulo do Fernando Haddad. Ele é um homem que pensa grande, é um homem de responsabilidade, um homem preparado pra fazer a gestão desse estado”, complementou.

Ao mesmo tempo em que citou sua boa relação com o petista e todo o seu grupo político, Rogério Franco não escondeu sua “frustração” com o agora ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a quem o prefeito de Cotia já tinha declarado apoio para a presidência da República.

O afastamento de Franco com o grupo político de Doria teve suas consequências. Tanto o projeto estadual do restaurante popular Bom Prato quanto as obras de melhorias viárias na rodovia Raposo Tavares, que contaria com R$ 96 milhões do estado, estão parados após a proximidade do prefeito de Cotia com o PT de Haddad. Franco comentou sobre as obras na Raposo.

“A prefeitura de Cotia assumiu [o projeto na Raposo] e o ex-governador [Doria] veio aqui na cidade, assumiu o compromisso, assinou o documento e nós fizemos a nossa parte. Ele pediu que a cidade de Cotia fizesse o projeto executivo, nós gastamos R$ 5 milhões do nosso orçamento, que poderia ser investido em outras áreas, acreditando, mais uma vez, na palavra de um daqueles, entre tanto outros que por aqui passaram, que prometeram essa obra”, declarou.

De acordo com Franco, o projeto das obras na Raposo foi entregue no dia 25 de setembro para o governo do estado licitar, no máximo, até dezembro. “Mas estamos hoje em abril e sequer a obra foi licitada. Essa é uma das maiores frustrações que eu tive como prefeito da nossa cidade. Mas eu não desisto dos nossos sonhos”, destacou. (fonte: cotiaecia.com.br)

Franco e Alckmin

No último dia 12 de março, o prefeito de Cotia postou em suas redes sociais uma foto onde aparecia tomando um café com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB). “E o café deste sábado foi por conta do sempre governador Geraldo Alckmin. Bom papo, projeções positivas e aquela conversa boa sobre o futuro”, publicou Franco na legenda.

Alckmin é apontado como possível vice de Lula (PT) para compor a chapa que irá disputar a presidência do Brasil.

Da Redação