Secretaria de Saúde desmente Bruno Krupp sobre tratamento em hospital

 Secretaria de Saúde desmente Bruno Krupp sobre tratamento em hospital

Reprodução/Instagram

Ainda internado em hospital, Bruno Krupp falou pela primeira vez sobre o acidente que matou o adolescente João Gabriel, de 16 anos.

“Ninguém me atendia [no hospital]. Eu estava morrendo no hospital, os empregados me tratando mal, batendo com a maca no corredor, me chamando de assassino, como se eu tivesse feito alguma coisa errada. Eu não bebi, eu não usei drogas, eu não fiz nada, foi um incidente”, afirmou.

No entanto, por meio de uma nota, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro desmentiu que Bruno Krupp tenha sido maltratado, enquanto era atendido no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

“A direção do Hospital Municipal Lourenço Jorge informa que o paciente Bruno Krupp foi atendido na noite de sábado após acidente de trânsito, passou por todos os cuidados e exames indicados, inclusive tomografia computadorizada, e teve alta no domingo, após ser liberado pelos médicos das especialidades que o atenderam”, diz o começa da nota, publicada pelo ‘Em Off’.

A nota ainda informava que Bruno desejava transferência para um hospital particular, o que não aconteceu de imediato.

“Em diversos momentos durante o atendimento, o paciente expressou desejo de deixar a unidade e ir a um hospital da rede particular, porém não houve solicitação de transferência, o que, nesses casos, deve ser providenciada pela família junto ao plano de saúde. Bruno teve alta e deixou a unidade por meios próprios”, finaliza. (ofuxico.com.br)

Da Redação