Seleção estreia na Liga das Nações com 4 atletas da região

 Seleção estreia na Liga das Nações com 4 atletas da região

Começa nesta terça-feira, 31, a Liga das Nações, primeiro grande torneio do vôlei após a Olimpíada de Tóquio e que abre o novo ciclo olímpico para Paris-2024. Das 25 convocadas pelo técnico José Roberto Guimarães, também técnico da equipe de vôlei do Barueri, cinco são da região.

A levantadora Kenya é o único nome do Osasco São Cristóvão Saúde. Já o Barueri tem três atletas entre as convocadas: As centrais Diana e Lorena e a líbero Laís Vasques. Já a oposta Lorrayna, que até então também vestia a camisa do vôlei Barueri, divulgou no último dia 26 que aceitou a proposta do Bergamo e jogará na Itália na próxima temporada.

A preparação do Brasil começou no início de maio em Saquarema/RJ. Durante a preparação, a seleção disputou dois jogos-treino, ambos realizados no último final de semana e que terminaram com vitórias do Japão por 3 sets a 2. Os jogos aconteceram nos Estados Unidos, sede das quatro primeiras apresentações da seleção brasileira.

Na terça, a Alemanha será a adversária. O jogo terá início às 19 horas. Na sequência pega a Polônia (dia 2, quinta, às 16h), a República Dominicana (dia 3 às 19h) e por fim as donas da casa (dia 4 às 22 horas), repetindo a decisão da medalha de ouro da última edição dos Jogos Olímpicos e também a final de 2021 da Liga das Nações, ambas com vitórias das americanas. Todas as partidas terão transmissão do SporTV 2.

Em sua quarta edição, a Liga das Nações terá um novo formato a partir desta temporada. As 16 equipes estão divididas em dois grupos em cada uma das três semanas de disputa “regular”. A cada semana, cada seleção fará quatro jogos, totalizando 12 partidas disputadas ao final da primeira fase. Os oito melhores times da classificação avançam ao mata-mata, que este ano será disputado a partir das quartas de final. O torneio vai até o dia 24 de julho.

Da Redação