“Só queria ver o Lula”, diz ex-secretário de Itapevi que entrou de penetra em casamento

 “Só queria ver o Lula”, diz ex-secretário de Itapevi que entrou de penetra em casamento

Reprodução/Sbtnews

O ex-secretário adjunto de Finanças e Patrimônio de Itapevi (SP) Antônio Moreira Júnior, que foi exonerado do cargo após o prefeito da cidade, Igor Soares (Podemos), descobrir que ele havia entrado de penetra no casamento do ex-presidente Lula (PT), disse que só “queria ver o presidente e presenciar esse momento inesquecível”.

Lula se casou com a socióloga Janja, no dia 18, em um salão de festas em São Paulo.

Antônio Moreira passou pelos seguranças, na entrada, sem precisar dar qualquer informação. “Entrei junto com os convidados, normalmente”, contou.

O ex-secretário explicou que estava na porta para ver Lula chegar, descer do carro, dar um aceno. Daí ele percebeu alguns convidados entrando e eu entrou junto.

Antônio Moreira tem 30 anos de vida política, mora na Granja Viana, em Cotia, conhece diversos deputados do PT e foi descoberto na festa porque tirou o celular do bolso.

A entrada dos convidados com o dispositivo era proibida, com exceção para três médicos — entre eles, Roberto Kalil.

O Ricardo [Stuckert], o fotógrafo oficial do Lula, foi quem verificou que o ex-secretário de Itapevi não estava na lista de convidados.

Neste momento, um assessor de imprensa de Lula chamou um táxi para que ele pudesse ir embora.

No dia seguinte, Moreira foi exonerado. O prefeito de Itapevi explicou que a atitude dele não condiz com o cargo de confiança que ocupava na prefeitura.

Mesmo após a demissão, o “penetra” agradeceu a Igor Soares a oportunidade de ter feito parte da equipe do prefeito por seis anos.

Antônio Moreira também pediu desculpas a Lula e Janja “por qualquer embaraço provocado, o que foi pontualmente resolvido naquela agradável noite”. (Com sbtnews)

Da Redação