Surto de Herpes? Entenda o que a ferida de Eliezer pode causar no BBB22

 Surto de Herpes? Entenda o que a ferida de Eliezer pode causar no BBB22

Divulgação/Globo/BBB

Eliezer se consagrou o participante mais ‘saidinho’ do BBB 22, transando com Maria e Natália, e ainda beijando as duas ao mesmo tempo. O brother, que também parece estar despertando uma paixão em Vinicius, está curtindo a vida de solteiro, mas parece ter esquecido de um detalhe importante: está na fase ativa da sua herpes na região da boca.

Mesmo com uma ferida exposta no lábio inferior, o designer pareceu não se importar com o risco de contaminação e continuou beijando Maria, com quem se relacionava antes da expulsão da cantora.

O assunto gerou muitas dúvidas na internet, tanto sobre a transmissão do vírus, até o que isso pode causar a longo prazo dentro da casa mais vigiada do Brasil. Então, para tirar todas as dúvidas, conversamos com a DraGeisa Costa, médica especialista em dermatologia e idealizadora do Art Beauty Center, e fizemos as perguntas mais comentadas nas redes sociais.

MAS AFINAL, O QUE É HERPES?

Para começar, precisamos entender o que de fato é o vírus do herpes, que se estima que 90% da população adulta do Brasil já se infectou em algum momento. “Herpes é um tipo de vírus que causa feridas no corpo. No início, ele aparece como uma vermelhidão no local, acompanhado de coceira que dura em média dois dias. Em seguida, surgem as vesículas, as bolinhas que causam ardência e soltam secreção por até quatro dias. Por fim, ocorre a formação de crostas até a completa cicatrização”, explicou Geisa.

Existem diferentes tipos de doença, como o HSV-1, que seria a herpes labial, e o HSV-2, que se manifesta na área das genitálias. “O herpes genital é considerado uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível), pois é transmitido através da relação sexual (oral, anal ou vaginal) sem o uso do preservativo masculino ou feminino com uma pessoa infectada”, conta a doutora.

PARTICIPANTES INFECTADOS?

Questionamos também sobre se o fato da ferida de Eli sangrar durante um dos beijos com Natália, aumentaria o risco de transmissão. “Quando a lesão forma uma crosta, como parece ter sido o caso do Eliezer, o risco de transmissão diminui significativamente. Mas, ainda pode acontecer, até mesmo quando o infectado sorri ou come, e o líquido vaza”, respondeu Geisa.

E os colegas de confinamento que não beijaram Eli, também estão em risco? “Sim, pois a transmissão não se dá apenas através do beijo. O compartilhamento de copos, talheres, pratos e toalhas também pode acabar infectando outras pessoas”, responde Geisa.

PRODUÇÃO DEVERIA AGIR

A dúvida que fica é: como a produção do BBB pode impedir que a casa sofra um surto de herpes. Geisa sugeriu o que poderia ser feito:

“Parece que o participante foi chamado ao confessionário e orientado por uma médica a não beijar, por conta do risco de transmissão. Não existe antídoto, mas a medicação para melhorar a condição do herpes. Infelizmente, se a pessoa foi contaminada e o herpes ficar ativo, precisa procurar seu médico a indicação de medicamentos que ajudam e evitar a propagação do vírus e a reduzir o tempo de cicatrização”.

Até o momento, a TV Globo não se pronunciou sobre o assunto e parece não ter nada planejado para resolver a situação. (ofuxico.com.br)

Da Redação